Huawei removida das redes 5G do Reino Unido

Governo britânico ordena remoção de todos os equipamentos da Huawei na rede de 5G até ao final de 2027 e a compra de novo equipamento à Huawei passa a não ser permitida após 31 de dezembro de 2020.

0
Huawei removida das redes 5G do Reino Unido
Huawei removida das redes 5G do Reino Unido. Foto: © Rosa Pinto

A HUAWEI será completamente removida das redes 5G do Reino Unido até ao final de 2027, anunciou o Governo britânico. A decisão tem em conta as recomendações do Centro Nacional de Segurança Cibernética (NCSC) sobre o impacto das sanções dos EUA contra o fornecedor de telecomunicações.

Já a partir de 31 de dezembro de 2020 o Governo vai proibir a compra de qualquer novo equipamento para redes 5G à HUAWEI.

A decisão foi tomada hoje numa reunião do Conselho de Segurança Nacional (NSC) presidida pelo Primeiro-Ministro do Reino Unido, em resposta a novas sanções dos EUA. As sanções foram impostos à Huawei em maio, após a decisão inicial do Reino Unido sobre fornecedores de alto risco, e são os primeiros a remover o acesso da empresa a produtos construídos com base na tecnologia de semicondutores dos EUA.

Os especialistas técnicos do NCSC analisaram as consequências das sanções e concluíram que a empresa precisará fazer uma grande reconfiguração de sua cadeia de equipamentos e outros recursos, pois não terá acesso à tecnologia em que se baseia atualmente e não há alternativas suficientes. Os especialistas descobriram que as novas restrições tornam impossível continuar a garantir no futuro a segurança dos equipamentos da Huawei.

Como resultado, o Governo londrino concordou hoje que as operadoras do Reino Unido deveriam parar a compra de equipamentos da Huawei afetados pelas sanções. Haverá por isso uma proibição de compra de novos equipamentos Huawei para 5G a partir do próximo ano e serão completamente removidos das redes 5G até ao final de 2027.

O Governo indicou que as restrições existentes à Huawei sobre partes sensíveis e críticas da rede permanecem em vigor.

Em comunicado o Governo de Londres esclareceu que a ação dos EUA também afeta os produtos Huawei usados ​​nas redes de banda larga de fibra ótica do Reino Unido. No entanto, o Reino Unido gere a presença da Huawei nas redes de acesso fixo do Reino Unido desde 2005 e também é preciso evitar uma situação em que as operadoras de banda larga dependam de um único fornecedor para seus equipamentos. Como resultado, seguindo os conselhos de segurança dos especialistas, o Governo está a aconselhar os operadores de fibra a deixar de comprar novos equipamentos Huawei.

O responsável do Governo pela pasta do digital, Oliver Dowden, referiu: “O 5G será transformador para o nosso país, mas somente se tivermos confiança na segurança e na resiliência da infraestrutura em que ele é construído”.

O Governante acrescentou: “Após sanções dos EUA contra a Huawei e consultoria técnica atualizada dos nossos especialistas em cibernética, o governo decidiu que é necessário banir a Huawei de nossas redes 5G”.

Para enviar uma sugestão, por favor faça ou .

Deixe um comentário

Ainda sem comentários!