A NÃO PERDER

IBM armazena dados no mais pequeno disco do mundo

IBM conseguiu armazenar um ‘bit’ de dados num único átomo. Atualmente para armazenar um ‘bit’ são necessários 100 mil átomos. O estudo recorreu ao microscópio que permitiu aos cientistas da IBM ganhar o Nobel da Física de 1986.

Células solares podem ser baseadas em moléculas de ferro

Investigadores da Universidade de Lund (UL), na Suécia, verificaram que corantes à base de ferro trabalham a um nível molecular em células solares. Um conhecimento que pode acelerar o desenvolvimento de células solares de baixo custo.

FÍSICA

Muitos apreciadores de uísque adicionem alguma água ao uísque para aumentar o sabor. Os investigadores Björn Karlsson e Ran Friedman da Universidade de Linnaeus justificam o motivo da água aumentar o sabor do uísque.
F Facebook TVE
Investigadores do LIbPhys, da esquerda para a direita: Fernando Amaro, Cristina Monteiro, Joaquim Santos.

Investigadores da UC desenvolvem nova técnica para detetores de materiais radioativos

Nova técnica para detetores de neutrões térmicos pode aumenta a eficácia na prevenção do contrabando de materiais radioativos. A técnica desenvolvida por investigadores da Universidade de Coimbra (UC) substitui o Hélio-3 por um ‘gás artificial’ com Boro-10.
Lasers rotativos fazem microscópios mais potentes

Lasers rotativos fazem microscópios mais potentes

Equipa internacional de físicos liderada por investigadores do IST desenvolveu novo conceito de lasers rotativos, que pode ser usado no desenvolvimento de supermicroscópios para imagiologia científica e médica.
Universo não arrefeceu drasticamente logo a seguir ao Big Bang, João Rosa.

Universo não arrefeceu drasticamente logo a seguir ao Big Bang

Físicos concebem modelo sobre a inflação do Universo que contraria a teoria convencional. A nova teoria baseia-se em que o Universo não arrefeceu drasticamente logo a seguir ao Big Bang.
Cientistas portugueses envolvidos no mistério do deuterão

Cientistas portugueses envolvidos no mistério do deuterão

Cientistas verificaram, através de novas técnicas de medição, que o deuterão é mais pequeno do que se considerava. A nova medida aumenta o mistério, criado em 2010, ao se ter verificado que dimensão do protão era menor do que se assumia.
Laboratórios da Empa, Suíça

Nanopartículas: o percurso no ambiente

Os nanotubos de carbono permanecem ligados aos materiais durante anos, mas as nanopartículas de dióxido de titânio e as nanopartículas de zinco, usadas nos cosméticos, são rapidamente libertadas e acumulam-se no solo.

Siga-nos nas redes sociais

DESTAQUE

MAIS LIDAS

MAIS DESTAQUES

RELACIONADOS