A NÃO PERDER

Vacina COVID-19 portuguesa mostra produzir anticorpos contra SARS-CoV-2

Resultados de ensaios pré-clínicos em animais revelam que a vacina COVID-19 desenvolvida pela Immunethep, em Cantanhede, produzir anticorpos específicos para o coronavírus SARS-CoV-2. A vacina é de administração intranasal.

Vacina da Pfizer com eficácia de 100% em jovens dos 12...

Ensaio clinico de fase 3 em adolescentes, dos 12 aos 15 anos de idade, a vacina da Pfizer-BioNTech COVID-19 mostrou eficácia de 100%, e ser bem tolerada. As empresas pretendem que a vacina seja autorizada para as camadas mais novas.

Vacina COVID-19 da AstraZeneca com baixa eficácia na variante da África...

Investigação conclui que a vacina da AstraZeneca contra a COVID-19 apresenta baixa eficácia contra a variante da África do Sul. Investigação alerta para necessidade de nova geração de vacinas para proteção contra variantes do coronavírus em constante evolução.

Testes rápidos para a COVID-19 precisos e acessíveis são uma prioridade

Para rastrear portadores do coronavírus em aeroportos, transportes, navios de cruzeiro, reuniões públicas ou para monitorar quarentenas residenciais os testes rápidos para a COVID-19 podem ser fundamentais. Testes que devem ser precisos e acessíveis.

Aspirina pode reduzir probabilidade de infeção pela COVID-19

Pessoas que tomam aspirina regularmente para evitar o desenvolvimento de doenças cardiovasculares têm a uma probabilidade 29% menor de infeção pela COVID-19. Investigadores de Israel indicam que também reduz o tempo de infeção.

Vacina Pfizer-BioNTech COVID-19 é eficaz para as variantes do Reino Unido...

Estudos in vitro mostram que a vacina Pfizer-BioNTech COVID-19 desenvolve proteção contra as variantes do coronavírus SARS-CoV-2 do Reino Unido e da África do Sul. Os resultados do estudo foram publicados na revista Nature Medicine.

BIOTECNOLOGIA

As vacinas COVID-19 de mRNA e Vaxzevria, da AstraZeneca, possuem perfis de segurança semelhantes. A incidência de eventos tromboembólicos nas pessoas vacinadas é muito menor que nas pessoas com diagnóstico de COVID-19.
F Facebook TVE
Variante Delta do SARS-CoV-2 dificulta o sistema imunológico

Variante Delta do SARS-CoV-2 dificulta o sistema imunológico

Variante Delta do coronavírus que causa a COVID-19 pode infetar células de pulmão e intestino de forma mais eficiente. Investigação mostra que a Delta é menos sensível aos anticorpos presentes em pessoas vacinadas ou que foram infetadas.
Qual a vacina COVID-19 que devo tomar?

Qual a vacina COVID-19 que devo tomar?

Investigação mostra que tomar uma das vacinas mRNA, como a Pfizer ou a Moderna, ou de vetor adenovírus, como a Johnson & Johnson, pode garantir, na atual condição de pandemia, maior tempo de vida, em comparação com a decisão de não receber qualquer uma das vacinas.
Excesso consumo de cafeína aumenta o risco de osteoporose

Excesso consumo de cafeína aumenta o risco de osteoporose

Consumo excessivo de café aumenta risco de osteoporose. Investigação da University of South Australia verificou que pessoas que consomem 800 mg de cafeína por dia têm um aumento de 77% de retenção de cálcio na urina, o que afeta os ossos.
Exposição a fumo de incêndio florestal aumento risco de COVID-19

Exposição a fumo de incêndio florestal aumento risco de COVID-19

Estudo de investigação revela que a exposição a fumo de incêndios florestais aumenta infeções de COVID-19. Investigadores consideram que os serviços de saúde e os Governos devem agir para proteger as populações.
Crianças com COVID-19 podem apresentar várias complicações cerebrais

Crianças com COVID-19 podem apresentar várias complicações cerebrais

Estudo de investigação liderado pela Universidade de Liverpool concluiu que crianças hospitalizadas com COVID-19 apresentam várias complicações cerebrais e estas têm o potencial de causar incapacidades para toda a vida.
Medicamento para dermatite atópica aprovado na União Europeia

Medicamento para dermatite atópica aprovado na União Europeia

Tratamento biológico inovador, da LEO Pharma, para adultos com dermatite atópica moderada a grave, foi aprovado pela Comissão Europeia. O fármaco tralocinumab mostrou eficácia na redução dos sintomas da doença e sem efeitos adversos de preocupação.
Pessoas infetadas com COVID-19 mantêm sintomas para além de 6 meses

Pessoas infetadas com COVID-19 mantêm sintomas para além de 6 meses

Mais de metade das pessoas infetadas com COVID-19 mantém sintomas passados 6 a 8 meses do início da infeção. Entre os pacientes com “COVID longo” 25% têm falta de ar e 26% sintomas de depressão.
Uma dose da vacina Sputnik V desenvolve forte proteção contra a COVID-19

Uma dose da vacina Sputnik V desenvolve forte proteção contra a COVID-19

Estudo mostra que basta uma única dose da vacina russa Sputnik V contra a COVID-19 para desenvolver fortes respostas de anticorpos contra a infeção por SARS-CoV-2. Uma segunda dose da vacina não aumentou a produção de anticorpos neutralizantes.
Vacina portuguesa contra a COVID-19 mostra elevada eficácia em infeção letal

Vacina portuguesa contra a COVID-19 mostra elevada eficácia em infeção letal

Resultados dos ensaios não clínicos em animais da vacina SIlba, desenvolvida pela biotecnológica portuguesa Immunethep, mostram elevada eficácia em infeções letais por SARS-CoV-2, e sem efeitos secundários. A empresa aguarda apoio do Governo.

Siga-nos nas redes sociais

DESTAQUE

MAIS LIDAS

MAIS DESTAQUES

RELACIONADOS