Alexandre Soares dos Santos distinguido com Doutoramento Honoris Causa pela UA

Universidade de Aveiro atribui Doutoramento Honoris Causa a Alexandre Soares dos Santos, o empresário da “Jerónimo Martins”. Uma distinção pelo trabalho desenvolvido como presidente do Conselho Geral e no Conselho de Curadores da Academia.

0
Alexandre Soares dos Santos distinguido com Doutoramento Honoris Causa pela UA
Alexandre Soares dos Santos distinguido com Doutoramento Honoris Causa pela UA. Foto: DR

Alexandre Soares dos Santos recebe Doutoramento Honoris Causa da Universidade de Aveiro (UA), uma distinção que homenageia o trabalho que realizou na presidência do Conselho Geral e no Conselho de Curadores da Academia de Aveiro.

Paulo Jorge Ferreira, reitor da UA, lembrou: “O Sr. Alexandre Soares dos Santos presidiu ao primeiro Conselho Geral da UA, entre 2009 e 2014],e foi nesse contexto que o conheci. A UA tinha optado recentemente pelo estatuto fundacional, tema em que as incógnitas eram muitas e as oportunidades também”, mas “a visão e rigor do Sr. Soares dos Santos foram decisivos para inspirar e reunir todos em torno de objetivos comuns”.

O reitor da UA acrescentou: “Quanto mais agitadas estão as águas, mais importante é o papel do timoneiro. A UA deve-lhe muito”. Mas Alexandre Soares dos Santos é sobretudo conhecido por ser o empresário da “Jerónimo Martins”, dona do “Pingo Doce”. Um dos maiores empresários de Portugal.

Alexandre Soares dos Santos um dos maiores empresários do país

Alexandre Soares dos Santos nasceu no Porto em 1934, tendo concluído os estudos liceais no Colégio Almeida Garrett, tendo de seguida cursado Direito na Faculdade de Direito de Lisboa, curso que não veio a terminar para, em 1957, a convite da multinacional Unilever, iniciar a sua carreira profissional.

Na Unilever passou pelas delegações da Alemanha e Irlanda e depois nomeado diretor de marketing da filial no Brasil, função que desempenhou de 1964 a 1968.

Em 1968, regressou a Portugal, e assumiu a liderança da “Jerónimo Martins”. Alexandre Soares dos Santos passou a exercer diretamente funções no Conselho de Administração do Grupo Jerónimo Martins, como administrador-delegado. Seguiu-se a presidência da Comissão Executiva, missão que acumulou com o de presidente do Conselho de Administração, desde 1996 até 2013. Durante este período desenhou uma estratégia de diversificação e inicia uma firme trajetória de crescimento e internacionalização do Grupo e, ao mesmo tempo, reforça e aprofunda a parceria com a Unilever.

Em 2009, criou a Fundação Francisco Manuel dos Santos que visa estudar os grandes temas nacionais e levá-los ao conhecimento da sociedade. Esta fundação gere o portal “Pordata”, Base de Dados do Portugal Contemporâneo, e lançou uma coleção de livros de Ensaio, a preços reduzidos, acessíveis a todos, sobre temas da atualidade. Neste âmbito destacam-se temas como a economia, educação, justiça e política. Para além disso, esta Fundação dinamizou diversas conferências e seminários, com elevado impacto na sociedade.

Em 2017 a Fundação intervém na Fundação Oceano Azul, uma organização que tem como propósito a sustentabilidade dos oceanos, contribuindo para um oceano produtivo e saudável em benefício do planeta.

Uma enorme mais-valia para a UA

“O Sr. Alexandre Soares dos Santos, como gosta que o tratem, é um empresário de grande relevo a nível nacional e internacional, mas também um humanista e uma pessoa com grande rigor pessoal”, lembrou o reitor da UA.

Convidado por Helena Nazaré, em 2009, para integrar o primeiro Conselho Geral da Universidade, Alexandre Soares dos Santos passou a presidir ao mesmo até 2014. Para o reitor “o rigor de empresário e a convicção de que o motor de uma instituição é a força do trabalho e o rigor das contas” e a maneira “distinta e rigorosa de análise do orçamento da Universidade e da elaboração de planos estratégicos e de ação” foram determinantes para a UA.

A iniciativa “Exit Talks – Conversas sobre Exportação”, que em 2013 congregou na UA empresários, consultores, cientistas e investigadores, artistas e criadores e as jornadas do Caramulo sobre “UA2020 a Universidade que queremos”, onde os gestores da Universidade e um conjunto de individualidades, nacionais e internacionais, discutiram os desafios da Academia do futuro foram algumas das iniciativas que se destacam da passagem de Soares dos Santos pela UA e que o próprio promoveu.

Recorde-se ainda o importante protocolo de cooperação celebrado entre a UA e a Jerónimo Martins com vista a promover a formação de gestores que melhor se adequam ao setor do Retalho e Distribuição, uma parceria que envolve a atribuição de bolsas aos estudantes da Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Águeda que ingressem no Mestrado em Gestão Comercial com classificação e competências adequadas e a receção nas suas empresas dos alunos da Licenciatura em Comércio, em regime de estágio. Para a história fica também o financiamento pela “Jerónimo Martins” de uma Cátedra Internacional Convidada.

A Universidade lembrou ainda que “o papel interventivo de Soares dos Santos, de grande dinamismo e como um agente de mudança, foi mais uma vez notório quando assumiu, entre 2016 e 2018, as funções de Membro do Conselho de Curadores da UA.”

Para enviar uma sugestão, por favor faça ou .

Deixe um comentário

Ainda sem comentários!