Altran e IEFP lançam Academia para reconversão de competências tecnológicas

Vila Nova de Gaia possui Academia Altran para reconversão de competências tecnológicas nas áreas de desenvolvimento de software, comportamentais e linguística. A nova Academia é uma parceria entre a multinacional Altran e o IEFP.

0
Altran e IEFP lançam Academia para reconversão de competências tecnológicas
Altran e IEFP lançam Academia para reconversão de competências tecnológicas. Foto: DR

A Altran, empresa multinacional que opera na área da Engenharia e Serviços de Investigação e Desenvolvimento, e o Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP), lançaram uma nova Academia com o objetivo de formar pessoas que procuram um novo desafio profissional através da reconversão de competências tecnológicas.

A nova Academia vem na linha do projeto Academias Altran que tem vindo a possibilitar a formação de especialistas em várias áreas. A nova Academia arrancou, ontem, dia 9 de julho, no IEFP de Vila Nova de Gaia, como a presença de João Mira Paulo, diretor do IEFP, de António Leite, Delegado Regional do Norte do IEFP e de Ricardo Machado, diretor de Recursos Humanos da Altran Portugal.

Para a Direção do Centro de Emprego e Formação Profissional de Vila Nova de Gaia, a nova Academia surge devido às “dificuldades atuais de colocação de profissionais em diversos e diferentes setores de atividade ligados às tecnologias”, e neste sentido, “o Centro de Emprego e Formação Profissional de Vila Nova de Gaia, em articulação com a ALTRAN, desenhou um percurso formativo com vista à reconversão profissional de um conjunto de inscritos à procura de emprego provenientes de diversas áreas de formação e/ou experiências profissionais, com competências chave adaptáveis ao trabalho no domínio da informática, muitos deles autodidatas, todos sensíveis e disponíveis para encontrar um novo rumo profissional.”

O responsável pelo Centro do IEFP de Vila Nova de Gaia referiu ainda que “foi preparado um percurso de Vida Ativa com Formação Prática em Contexto de Trabalho, capaz de reconfigurar um conjunto desempregados que irão no futuro integrar as equipas e os diferentes projetos desta entidade em franca e acelerada expansão.”

Ricardo Machado, diretor de Recursos Humanos (RH) da Altran Portugal, esclareceu que se trata de “uma academia de reconversão de competências nas áreas de desenvolvimento de software, comportamentais e linguística. As formações serão dadas tanto por profissionais do IEFP como por colaboradores da Altran Portugal.”

O diretor de RH da Altran referiu ainda que o objetivo do projeto é “ajudar a formar novos profissionais para áreas tecnológicas com grande procura e elevado potencial de crescimento no mercado, nomeadamente nos vários projetos de clientes da Altran.”

“Queremos ainda apostar nesta iniciativa, enquanto extensão alargada do programa de Academias Altran, impulsionando a empregabilidade jovem em Portugal junto de parceiros estratégicos, nomeadamente o IEFP e instituições de ensino públicas e privadas”, concluiu Ricardo Machado.

A Altran esclareceu em comunicado que o programa de Academias da Altran tem como objetivo selecionar jovens para integrarem equipas da multinacional em diversos setores. Só em 2017, a Altran recrutou mais de 400 profissionais em Portugal, para os seus escritórios no Porto, Lisboa e Fundão.

Para enviar uma sugestão, por favor faça ou .

Deixe um comentário

Ainda sem comentários!