Ana Santos é a candidata à Assembleia Municipal de Matosinhos, pelo Matosinhos Independente

Movimento Matosinhos Independente anuncia Ana Santos como candidata à Assembleia Municipal de Matosinhos. A economista pretende contribuir para o desenvolvimento do concelho em benefício dos matosinhenses.

0
Ana Santos é a candidata à Assembleia Municipal de Matosinhos, pelo Matosinhos Independente
Ana Santos é a candidata à Assembleia Municipal de Matosinhos, pelo Matosinhos Independente. Foto: DR

As eleições autárquicas aproximam-se e começam a conhecer-se alguns dos candidatos aos diversos órgãos municipais, como é o caso de Ana Santos, candidata independente à Assembleia Municipal de Matosinhos.

Ana Santos assume ser candidata à Assembleia Municipal de Matosinhos pelo Movimento Matosinhos Independente com o objetivo de poder contribuir para o desenvolvimento do concelho, afirmando-o a nível nacional e internacional.

“Matosinhos é um concelho muito rico, desde a sua gente, a sua tradição ligada ao mar, a sua área turística, da restauração e com tantos outros fatores diferenciadores, que o podem tornar num caso de sucesso, no contexto nacional”, afirma Ana Santos.

No entanto, lamenta: “Infelizmente, apesar de todo o seu potencial, e, nos últimos anos, por fragilidade de liderança, o concelho de Matosinhos apresenta, ainda, lacunas que, embora com presidentes diferentes, mas de origens partidárias comuns, continuam por ser resolvidas”.

A candidata pelo Matosinhos Independente, um Movimento liderado por Joaquim Jorge, indicou que aceitou o desafio por ser genuíno da sociedade civil, independente e por assegurar o total respeito pelos princípios e valores que sempre defendeu.

Sem filiação partidária a economista Ana Santos, casada e mãe, conhece por dentro a máquina da Administração do Estado dado que esteve ligada a vários organismos da Administração Pública, assim como conhece e sente Matosinhos, nomeadamente as áreas sociais, tendo vindo a fazer voluntariado na área social com crianças e adolescentes de risco.

Para Joaquim Jorge “a escolha de Ana Santos não residiu no facto de ser filha de Manuel dos Santos, um histórico do PS e antigo eurodeputado, mas por ser uma mulher independente, séria, dedicada, inteligente e frontal”.

Trata-se de mais uma mulher que encontra no Matosinhos Independente o espaço para contribuir no debate sobre políticas que beneficiem os matosinhenses, tal como a primeira subscritora Lídia Viterbo, a mandatária da candidatura Ana Trancoso, e mandatária sénior Maria do Céu.

Para enviar uma sugestão, por favor faça ou .

Deixe um comentário

Ainda sem comentários!