Aprender a Língua Russa para estrangeiros é agora mais fácil

Cientistas da Universidade Pública de Sul do Ural desenvolveram um método de aprendizagem da Língua Russa, que assenta num sistema de robô e software. O método permite a um estrangeiro aprender russo em qualquer lugar e a partir do zero.

0
Aprender a Língua Russa para estrangeiros é agora mais fácil
Aprender a Língua Russa para estrangeiros é agora mais fácil. Foto: DR

Há cada vez mais pessoas no mundo a querer aprender a Língua Russa, isto devido, entre outros fatores, ao desenvolvimento de tecnologia moderna que permite a aprendizagem de línguas estrangeiras em qualquer lugar.

Cientistas da Universidade Pública de Sul do Ural, em Chelyabinsk, na Rússia, desenvolveram um inovador sistema de diálogo robotizado para os estrangeiros aprenderem a língua russa. O sistema permite dominar a linguagem a partir ‘do zero’ e em qualquer parte do mundo.

Russo como língua estrangeira na Universidade Pública de Sul do Ural

Atualmente, há cerca de 2.000 estudantes internacionais de 48 países a estudar na Universidade Pública de Ural do Sul em vários cursos e especialidades, para isso a Universidade criou as melhores condições para que os estudantes possam estudar e viver na cidade, bem como aprender a língua e a cultura russa.

Elena Kharchenko, responsável do Departamento de Russo como Língua Estrangeira referiu que a Universidade tem, desde há quatro anos, conduzido uma cooperação de sucesso com o Instituto Público de Língua Russa de Pushkin. Com o programa de cooperação houve um aumento de popularidade da língua, cultura e literatura russas na Rússia e no estrangeiro, permitindo desenvolver e reforçar os laços entre universidades e parceiros internacionais.

A responsável do Departamento indicou que o objetivo é fazer com que qualquer pessoa que queira aprender russo o possa fazer e com recurso a equipamento e software possa aprender a falar russo corretamente a partir do zero.

Elena Kharchenko, Universidade Pública de Sul do Ural, em Chelyabinsk
Elena Kharchenko, Universidade Pública de Sul do Ural, em Chelyabinsk. Foto: DR

Um dos projetos consistiu no desenvolvimento de um sistema de diálogo robotizado para o estudo da língua russa orientado para diversos públicos. Um sistema de suporte eletrónico que permita estudar a língua russa à distância está a ser desenvolvido em cooperação entre a Escola de Engenharia Eletrotécnica e de Ciência da Computação, responsável pelo software, e o Instituto de Linguística e Comunicação Internacional, responsável pela metodologia e pelo conteúdo.

O trabalho de desenvolvimento dos sistemas já levou à criação e registo de patente de um sistema robotizado, que inclui programas de computador e base de dados.

Dmitriy Katsai, cientista envolvido no projeto, referiu que o programa de análise de amostras de linguagem verbal permite determinar características específicas baseadas em amostras, que os filólogos avaliam. Os dados obtidos já ajudaram a criar o programa de treino para as pessoas que querem aprender a língua russa.

Dmitrii Katsai e Tatiana Isupova, Universidade Pública de Sul do Ural, em Chelyabinsk
Dmitrii Katsai e Tatiana Isupova, Universidade Pública de Sul do Ural, em Chelyabinsk. Foto: DR

Os cientistas da Universidade enfrentaram uma tarefa complexa: elaborar a base da pronúncia considerada correta e incorreta. No decorrer de um trabalho minucioso, foi criado um catálogo fonético com pronúncia ‘etalon’ em russo, compreensível para estudantes árabes e chineses. Inclui amostras de discurso de falantes nativos de árabe e chinês com especificidades nacionais na pronúncia. O volume do catálogo é de 39.000 ficheiros de som usados ​​para exercícios, bem como no sistema de diálogo robotizado.

O projeto pretende desenvolver e implementar um método que permita fornecer suporte e desenvolvimento da língua russa. Para tanto, cientistas da Universidade Pública de Sul do Ural criaram um modelo de aparelho vocal utilizando tecnologia 3D. O sistema de robô inclui capacidade computacional e software de reconhecimento de voz, e que pode gerar respostas em russo.

Os alunos estão a responder positivamente a estes meios adicionais usados para aprender o idioma, e o uso robô tem a vantagem de libertar da tensão e ajudar a superar a barreira psicológica.

No futuro, os cientistas projetamampliar o sistema recorrendo a redes neuronais e já desenvolveram métodos para melhorar o reconhecimento de amostras de fala. Os principais estudos de investigação já se encontram publicados em revistas científicas indexadas na Web of Science.

Para enviar uma sugestão, por favor faça ou .

Deixe um comentário

Ainda sem comentários!