Arquiteto chinês Li Xiaodong dirige conferência no Museu do Oriente

Em conferência, no Museu do Oriente, Li Xiaodong, reconhecido arquiteto chinês, traça uma reflexão sobre arquitetura. Arquiteto, professor e investigador, Li Xiaodong tem visto a suas obras reconhecidas mundialmente. Dia 21 de abril, com entrada livre.

0
Arquiteto chinês Li Xiaodong dirige conferência no Museu do Oriente
Arquiteto chinês Li Xiaodong dirige conferência no Museu do Oriente. Foto: DR

O reconhecido arquiteto chinês Li Xiaodong orienta uma conferência sobre aquilo que denomina a prática da arquitetura regionalista reflexiva, no sábado, 21 de abril, no Museu do Oriente.

Identity: towards a reflexive regionalist practice of architecture” rejeita a ideia de arquitectura chinesa contemporânea em favor do conceito de arquitetura regionalista reflexiva, enquanto diálogo para compreender uma condição abrangente, dinâmica e sustentável de um lugar ou, nas palavras do arquiteto, “uma tabula rasa na qual as soluções podem ser baseadas e dela emergir”.

Li Xiaodong desenvolve uma procura que se funda sobre a apropriação da “arquitetura chinesa”, conjugando modos tradicionais e contemporâneos de expressão, conhecimentos técnicos e pensamento artístico. A sua arquitetura combina uma exploração espiritual das ideias com o pensamento racional e baseia-se numa permanente investigação dos conceitos subjacentes ao contexto espacial chinês. Destaca-se a atenção ao contexto cultural e climático, bem como a ambição de procurar capturar a essência espiritual do lugar, com busca de tranquilidade e harmonia.

O arquiteto rejeita os estilos arquitetónicos como limites ao único e ao criativo, não deixando de valorizar a relação entre tradição e modernidade: privilegia o conhecimento adquirido na experiência ancestral, como base para resolver novos problemas. Acredita que a riqueza de um bom desenho depende da articulação cuidadosa de uma matriz de detalhes, escala, proporção e senso comum.

Nascido em Pequim, em 1963, Li Xiaodong é arquiteto pela Escola de Arquitetura da Universidade de Tsinghua e doutorado pela Escola de Arquitetura da Universidade de Delft. A sua atividade inclui, além da prática de arquitetura, entre projetos de interiores e intervenções à escala urbana, o ensino e a investigação.

O seu trabalho é largamente premiado, destacando-se o projeto para a Bridge School na província de Fujian, vencedor do prémio AR(review) Emerging Architecture Award, em 2009, bem como o 2010 Aga Khan Award, em Arquitetura. Também o projeto da Biblioteca de Liyuan foi premiada pelo UNESCO Jury Award for Innovation. Enquanto investigador, abrange temas que vão dos estudos culturais, da história e teoria da arquitetura, até aos estudos urbanos.

Conferência : “Identity: towards a reflexive regionalist practice of architecture”

Por Li Xiaodong

Dara: 21 de abril, das 15h00 às 16h00

Entrada livre limitada à capacidade da sala

Conferência em inglês sem tradução simultânea

Para enviar uma sugestão, por favor faça ou .

Deixe um comentário

Ainda sem comentários!