Associação Espanhola solidária com trabalhadores da cultura em Portugal

Associação de Produtores de Espetáculos, Festivais e Eventos indica que se vive uma situação dramática no sector da cultura, e pede apoio ao Governo. Para a Associação o Governo mantém silêncio. Assim: Quem assume a decisão de acabar com a cultura?

0
Associação Espanhola solidária com trabalhadores da cultura em Portugal
Associação Espanhola solidária com trabalhadores da cultura em Portugal. Foto: DR

Jesus Ibarro, Presidente da Associação de Produtores e Teatros de Madrid e Presidente da Federação Estatal de Empresas de Teatro e Dança de Espanha, manifestou estar solidário com a Associação de Produtores de Espetáculos, Festivais e Eventos (APEFE), de Portugal, na luta pelo apoio estatal à cultura nacional, num tempo de grande crise. Um apoio que em Espanha já foi obtido.

A APEFE reuniu, em 21 de novembro, diversas associações do sector da cultura numa manifestação, onde produtores, artistas e técnicos do setor descreveram situações reais de grandes dificuldades particulares e apelando ao Estado que os deixassem trabalhar. “Não nos subsidiem, invistam em nós.” Uma frase que traduz o estado em que todo o setor se encontra.

O encontro decorreu como se de um espetáculo se tratasse, referiu a APEFE. Foram observadas todas as regras de higienizarão e segurança atualmente recomendadas para serem implementadas em qualquer sala e em qualquer evento cultural. Uma demonstração do esforço do sector pelo cumprimento das normas essenciais à proteção em tempo de pandemia.

O silêncio continua a protagonizar a ação estatal para com a cultura e os seus 130.000 trabalhadores. Mas até quando? Assim, a pergunta mais preocupante mantém-se, referiu a APEFE. Quem assume a decisão de acabar com a cultura?

Para enviar uma sugestão, por favor faça ou .

Deixe um comentário

Ainda sem comentários!