Bolsas FCT para estágios tecnológicos no CERN, ESA, ESO e EMBL

Há vinte bolsas, com apoio da Fundação para a Ciência e Tecnologia, para estágios tecnológicos nas quatro organizações científicas internacionais: CERN, ESA, ESO e EMBL. As candidaturas estão abertas até 15 de novembro.

0
Bolsas para estágios tecnológicos no CERN, ESA, ESO e EMBL
Bolsas para estágios tecnológicos no CERN, ESA, ESO e EMBL. Foto: Rosa Pinto

A Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT) abriu concursos para a atribuição de 20 bolsas para estágios tecnológicos em quatro instituições científicas internacionais de referência em que Portugal é membro.

Os concursos para acesso às bolsas estão abertos até 15 de novembro e podem concorrer portugueses licenciados ou com grau académico superior em início de carreira. As organizações científicas para a realização dos estágios são: a Organização Europeia para a Pesquisa Nuclear (CERN), a Agência Espacial Europeia (ESA), o Observatório Europeu do Sul (ESO) e Laboratório Europeu de Biologia Molecular (EMBL).

O programa de estágios tem como objetivo proporcionar aos jovens licenciados portugueses a oportunidade de realizarem formação avançada em organizações científicas de topo. Nomeadamente oito estágios no CERN, oito estágios na ESA, dois estágios no ESO e dois estágios no EMBL.

Os estágios tecnológicos têm a duração máxima de dois anos, realizam-se ao abrigo dos acordos celebrados pela FCT e as quatro organizações científicas. Em cada estágio é desenvolvido “um plano de formação complementar (on-the-job training) em domínios tecnológicos estratégicos para o aumento da competitividade das empresas portuguesas.”

Podem candidatar-se às bolsas de estágio os jovens portugueses com grau académico de licenciatura ou mestrado, obtidos há menos de 6 anos, e com o grau académico de doutor, obtido há menos de 3 anos.

As bolsas a concurso são para formação em diversas áreas científicas, “com oportunidades de estágio que vão desde as áreas da engenharia, ciências naturais e informática até às áreas da gestão, transferência de tecnologia e inovação, comunicação e direito.”

Para enviar uma sugestão, por favor faça ou .

Deixe um comentário

Ainda sem comentários!