Bragança acolhe exposições de têxtil e fotografia

“O Têxtil na Arte - Textile in Art” e “Património da Humanidade na bacia hidrográfica do Douro – fotografias de António Sá” são exposições que justificam uma visita a Bragança.

0
Bragança acolhe exposições de têxtil e fotografia
Bragança acolhe exposições de têxtil e fotografia. Foto: © Rosa Pinto

“O Têxtil na Arte – Textile in Art” a exposição recoloca Bragança na vivência do passado nomeadamente no século XVIII quando a região era um polo importante de produção têxtil. A exposição inaugurada dia 20 de setembro no Centro Cultural Municipal Adriano Moreira vai estar disponível ao visitante até 16 de novembro.

A exposição é considerada uma extensão da Bienal de Arte Têxtil Contemporânea – Contextile 2018. Uma mostra com uma seleção de artistas que representa a produção artística na relação da arte com o têxtil.

“O Têxtil na Arte - Textile in Art”
“O Têxtil na Arte – Textile in Art”

De lembrar que Trás-os-Montes foi região privilegiada de sericicultura e indústria têxtil, e encontrou no distrito de Bragança um importante incentivador deste género de produção que teve no século XVIII um forte impacto social e económico na região.

A exposição de ArteTêxtil Contemporânea pretende incitar a cooperação entre o património e a criação artística.

Com o apoio institucional do Município de Bragança, a exposição “O Têxtil na Arte – Textile in Art” tem a curadoria da Contextile e reúne artistas, como Ana Fernandes, Carolina Sales Teixeira, Cláudia Melo (Menção honrosa na Contextile 2012), Colectivo XP, Isabel Quaresma, Joana BC, Krista Leesi (Prémio ASM 2018), Leni van Lopik, Luísa Ferreira, Rute Rosas e Xai.

“Património da Humanidade na bacia hidrográfica do Douro – fotografias de António Sá”
“Património da Humanidade na bacia hidrográfica do Douro – fotografias de António Sá”

Outra das exposições encontra-se no Centro de Fotografia Georges Dussaud, em Bragança. “Património da Humanidade na bacia hidrográfica do Douro – fotografias de António Sá” é também inaugurada dia 20 de setembro e fica disponível ao público, com entrada livre, até 16 de novembro.

Para enviar uma sugestão, por favor faça ou .

Deixe um comentário

Ainda sem comentários!