Bridgetown toma conta do Palco NOS Clubbing do NOS Alive 2019, a 12 de julho

Vários artistas independentes vão assumir o Palco NOS Clubbing do NOS Alive’19, no dia 12 de julho. Nomes com o rapper norte-americano Saint Jhn que se estreia em Portugal, DJs, e Carla Prata que é a maior promessa do R&B feito em Português.

0
Bridgetown toma conta do Palco NOS Clubbing do NOS Alive 2019, a 12 de julho
Bridgetown toma conta do Palco NOS Clubbing do NOS Alive 2019, a 12 de julho. Foto: DR

No NOS Alive’19, o Palco NOS Clubbing recebe no dia 12 de julho uma programação especial. A programação tem a chancela da Bridgetown, uma das mais importantes editoras e coletivo de artistas independentes da atualidade. A Bridgetown apresenta uma curadoria que junta em palco Saint Jhn (EUA), Dillaz (PT), Plutonio (PT), Carla Prata (Ang/PT), DJ Dadda e convidados (PT), Trace Nova (EUA), a dupla Lé Vie e o colectâneo Nubai Soundsystem.

O rapper norte-americano Saint Jhn nascido e criado em Brooklyn estreia-se em Portugal dia 12 de julho, no Palco NOS Clubbing. Depois de ter começado a sua carreira a escrever para artistas como Usher ou Joey Bada$$, foi com “1999” que Saint Jhn se tornou num dos primeiros fenómenos do virais do Soundcloud, mais tarde “Roses” colocou o artista num patamar ainda mais elevado. Já em 2018 “Collection One”, a mixtape de estreia, recebeu excelentes críticas pela imprensa especializada e será, com certeza, o ponto central da sua atuação no NOS Alive’19.

Dillaz é outro dos nomes que integra a Curadoria Bridgetown e é neste dia que o rapper faz a sua estreia no NOS Alive’19. “Nascido no Zambujeiro, desenvolvido na Madorna, Dillas para os ouvintes, Chapz para os do Bairro, André para os chegados, filho para a minha Mãe”, assim se descreve Dillaz. Um dos nomes maiores do rap nacional, Dillaz, representa o que de melhor se tem produzido no hiphop tuga nos últimos anos. Cabecilha dos M75 (Vulto, Zeca & Spliff).

Nesta curadoria não poderia deixar de estar presente Plutonio. O artista do Bairro da Cruz Vermelha está a viver um dos mais bem-sucedidos anos da sua carreira. “Cafeína” com Dj Dadda é disco de Platina e “Rain” com Mishlawi e Richie Campbell é disco de Ouro. Os seus singles “3AM” e “Preciso de um Tempo” parecem ser um excelente convite ao que será o seu novo álbum com data de saída para o início de 2019. Representa o “real gansta rap” e o R&B em português e tem vindo a explorar cada vez mais os afrobeats. A sua versatibilidade faz com que seja considerado um dos maiores talentos portugueses da atualidade pelos seus pares e pelo público que o segue “religiosamente”.

As mulheres vão estar muito bem representadas com a presença de Carla Prata. Apareceu ao público português através de “Só uma Vibe” com Dengaz, mas foi talvez “Nostalgia” que a pôs no radar de editoras como a Sony Music. Nascida em Londres, filha de Angolanos, Carla Prata é a maior promessa do R&B feito em Português. “Se Tu Quiseres” é o primeiro single do álbum de estreia com data para 2019 e já roda nas principais rádios portuguesas, este concerto será sem dúvida um dos concertos a não perder de uma artista a quem se augura um enorme sucesso.

Outra das confirmações obrigatórias desta curadoria é o DJ Dadda, DJ oficial da Bridgetown. Dadda foi um dos grandes impulsionadores do dancehall em Portugal. Desde 2016 que o seu programa na Mega Hits, Bridgetown Radio, é uma referência no que toca as novas sonoridades Urbanas e em 2018 lançou “Cafeina” com Plutonio, que já é disco de platina. Com novo álbum na calha, Dj Dadda apresenta um espetáculo único com muitos convidados nacionais e internacionais.

Dos Estados Unidos chega Trace Nova. O norte americano de apenas 21 anos, produtor e agora artista em nome próprio, trabalhou com artistas como Jhene Aiko, Richie Campbell ou Mishlawi e ficou conhecido pelo público português com o seu featuring em “Afterthought” com Mishlawi, seu amigo de longa data. “Waitlist” o seu single de estreia lançado muito recentemente no Soundcloud, tem crescido a olhos vistos, considerado pelo canal “Elevator” descrito como “everything you need this week” logo na sua semana de estreia. O concerto agendado para dia 12 de julho no NOS Alive’19 será a sua estreia em Portugal depois de ter pertencido à banda de Mishlawi, como teclista, em 2017 e vivido em Portugal por vários meses.

Sobe também neste dia a palco a dupla norte-americana Lé Vie, composta por Nadav Chatinover e Max Shakun. Nos últimos anos Nadav Chatinover (produtor também conhecido como Davwave) teve um papel importante no som de Richie Campbell, Trace Nova e Mishlawi, contribuindo para vários dos seus mais importantes singles. Max Shakun, vocalista e guitarrista da banda Parsonsfield, banda que tem conseguido criar um enorme alarido na cena folk-rock americana, juntos fazem LÉ VIE. Melhores amigos de infância, juntaram as suas influências e criaram um som único a que chama de Indie Trap Bangers, uma mistura de melodias indie sob beats de trap… Sem dúvida um dos projetos mais originais de 2018, é um concentro a não perder.

NuBai Soundsystem é um coletivo de Selectas e Hosters formado em 2003 que viu na cultura que advém da música Reggae & Dancehall uma forma positiva de estar na vida, exprimindo-se através dela. O seu potente sistema de som com 10.000 watts faz as delícias de todos os amantes desta cultura em Lisboa. Habituados a grandes palcos e a viajar pelo mundo fora é na sua residência bi-mensal a “NUBAI DANCE ALL VIBES” na capital Portuguesa onde mais gostam de atuar, com os seus convidados. Uma atuação que vai certamente aquecer o palco do NOS Clubbing dia 12 de julho.

Artistas confirmados no NOS Alive’19: Bon Iver, The Cure, Curadoria Bridgetown: Carla Prata, Dillaz, DJ Dadda, Nubai Soundsystem, Plutonio Saint Jhn,Trace Nova, Jorja Smith, Lé Vie, Pip Blom, The Smashing Pumpkins, Sharon Van Etten, Tash Sultana, Thow Yorke.

Para enviar uma sugestão, por favor faça ou .

Deixe um comentário

Ainda sem comentários!