Campus da Nova SBE com Bios Urban Farm para produção de vegetais

Campus da Nova School of Business & Economics, em Carcavelos, e a startup Bios desenvolvem Urban Farm, com tecnologia que aproveita o desperdício energético dos edifícios para cultivo de plantas. É desenvolvida uma empresa social alimentar.

0
Campus da Nova SBE com Bios Urban Farm para produção de vegetais
Campus da Nova SBE com Bios Urban Farm para produção de vegetais. Foto: DR

O campus da Nova School of Business & Economics (Nova SBE), em Carcavelos, em colaboração com a startup Bios estão a criar uma Urban farm. Esta Bios Urban Farm, com inauguração prevista para setembro de 2021, vai produzir vegetais com recurso ao desperdício energético dos edifícios do campus através de tecnologia integrada.

Através de tecnologias integradas, o projeto da Bios tira partido da relação entre a utilização de energia dos edifícios e a produção de alimentos frescos. Uma abordagem que facilita as tomadas de decisão baseadas em dados, ajudando a neutralizar as emissões de carbono e a aumentar o acesso a alimentos saudáveis produzidos localmente, refere em comunicado Nova SBE.

Para os fundadores da Bios é importante envolver a comunidade local para se conseguir dar resposta aos desafios do abastecimento alimentar urbano, e neste sentido a startup está atualmente a trabalhar com membros da comunidade Nova SBE para identificar a oferta e abastecimento de saladas e outros vegetais de folha verde no campus da escola.

O projeto perspetiva que além dos alimentos a disponibilizar aos lojistas e negócios do campus da Nova SBE, a urban farm possa ser a base de um novo empreendedorismo social comunitário alimentar a desenvolver até setembro de 2021.

A startup Bios está atualmente a trabalhar com alunos, staff e outros membros da comunidade para criar e montar uma empresa social alimentar, para oferecer experiências de aprendizagem e desenvolvimento pessoal tanto no mundo digital como no físico.

A Bios prevê lançar, em junho, uma campanha de crowdfunding com vista à operacionalização da urban farm e da empresa social alimentar e assim, envolver alunos, staff e outros membros da comunidade na edificação do projeto social alimentar. Para isso a Bios disponibilizará formação, procedimentos operacionais e consumíveis para fornecimento de alimentos frescos e saudáveis.

Com esta parceria com a Nova SBE, a Bios pretende ser pioneira numa solução de produção urbana de alimentos colocando-a na vanguarda da inovação ambiental e social na Europa e desta forma demonstrando como o digital pode acrescentar valor humano e ter um impacto positivo no mundo físico.

Para Luís Veiga Martins, Associate Dean for Community Engagement & Sustainable Impact e Chief Sustainability Officer da Nova SBE, é importante a escola ser pioneira em edifícios de tecnologia limpa e envolver a sua comunidade neste projeto orientado para o impacto na Nova SBE, pois “é, sem dúvida, um projeto inovador com o objetivo de promover o envolvimento da comunidade assente nos princípios da economia circular, tendo, assim, um contributo decisivo para o nosso roteiro de ação climática.”

Luís Veiga Martins acrescenta que a “acresce a isso o contributo deste projeto para os ODS, parte integrante da nossa estratégia, uma vez que a jornada dos ODS da Nova SBE sai reforçada e concretizada através de iniciativas e projetos como o da BIOS, posicionando-nos como um laboratório vivo e um centro para adquirir, partilhar e desenvolver conhecimento.”

A Nova SBE indica que os planos de engenharia do projeto foram finalizados e que a construção arrancará num dos edifícios do campus de Carcavelos, nomeadamente o Cascais Academic Hall. Já o envolvimento da comunidade da escola está a ser materializado através do programa Makers in the Making. O estado do projeto, bem como novas iniciativas, eventos e como cada pessoa pode ter um papel a desempenhar pode ser consultado na plataforma Role to Play da Nova SBE.

A plataforma Role to Play reforça a ação da escola relativamente aos ODS e, nela, a sociedade civil poderá encontrar investigação científica e não científica, abordagens e projetos impactantes para criar ou mapear as soluções capazes de transformar o mundo.

Para enviar uma sugestão, por favor faça ou .

Deixe um comentário

Ainda sem comentários!