Colaboradores são relevantes no touchpoint das marcas

Estudo ‘Touchpoints Pulse’ da consultora OnSrategy mostra que na atual era digital, os colaboradores têm um papel cada vez mais relevante como touchpoint das marcas, bem como os pontos físicos de relacionamento e as redes sociais.

0
1
Partilhas
Colaboradores são relevantes no touchpoint das marcas
Colaboradores são relevantes no touchpoint das marcas. Foto: Rosa Pinto

A empresa de consultoria OnSrategy acaba de divulgar os resultados do estudo anual ‘Touchpoints Pulse’. O estudo permite identificar e avalia a eficácia e a eficiência de mais de 200 touchpoints em 28 indústrias e sectores de atividade da economia Portuguesa, através da participação “de mais de 40.000 cidadãos representativos da sociedade, em termos de distribuição geográfica, género, idade e grau de formação.”

Pedro Tavares, Partner e CEO da OnSrategy, refere, citado em comunicado da empresa, que “numa era digital, as pessoas/colaboradores são um ativo cada vez mais relevante para a construção do posicionamento, da reputação e dos resultados das marcas com que trabalham.”

A valorização das pessoas/colaboradores deve ser vista num contexto que Pedro Tavares descreve como sendo um “mundo caracterizado pelo stress do dia-a-dia, pela rapidez com que tudo acontece, pela permanente mudança de hábitos e atitudes, pela competitividade dos recursos financeiros, físicos, intelectuais e humanos, pela instabilidade e incerteza, e pela constante exigência com o sucesso”.

Este mundo, no entender do responsável da OnSrategy levou a que “a relação impessoal” toma-se “conta da rotina diária”, pelo que “as pessoas/colaboradores são cada vez mais valorizados como embaixadores das marcas, na relação com o stakeholder cliente/consumidor.”

O estudo ‘Touchpoints Pulse’parte “da identificação espontânea dos pontos de contacto que as marcas têm com os clientes e consumidores em cada indústria/sector de atividade da economia Portuguesa”, estes pontos de contacto “são posteriormente avaliados qualitativa e quantitativamente”, em três dimensões relacionadas com o posicionamento das marcas, a reputação das marcas e o impacto no comportamento perante as marcas.

Pedro Tavares refere que o estudo permitiu concluir que “apesar de haver várias combinações de touchpoints, sub-touchpoints e resultados diferentes entre as diferentes indústrias/sectores de atividade da economia Portuguesa, em termos médios para as 28 indústrias/sectores consolidados, apenas 3 grandes conceitos têm uma avaliação de excelência de eficácia e eficiência”.

Estudo ‘Touchpoints Pulse’ da consultora OnSrategy
Estudo ‘Touchpoints Pulse’ da consultora OnSrategy

Deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar!

wpDiscuz