COVID-19: Distribuição de ventiladores, equipamentos de proteção individual e testes

Ventiladores, equipamentos de proteção individual e testes de diagnóstico à COVID-19 têm vindo a ser adquiridos pelo Governo e por diversos doadores, e distribuídos pelas unidades hospitalares e outras entidades.

0
COVID-19: Distribuição de ventiladores, equipamentos de proteção individual e testes
COVID-19: Distribuição de ventiladores, equipamentos de proteção individual e testes.

Para poder responder à pandemia de COVID-19 o Governo tem vindo a adquirir diversos meios fundamentais no combate e prevenção. Para além do Governo também diversos doadores têm vindo adquirir ventiladores, e outros meios.

O Ministério da Saúde acaba de divulgar a distribuição dos vários meios pelas unidades de saúde do SNS e por outras entidades.

Ventiladores

No passado dia 5 de abril, um voo da TAP fretado pelo Governo português para o transporte de material diverso de resposta à pandemia COVID-19 aterrou em Lisboa, contendo 144 ventiladores.

De entre estes, 63 ventiladores foram adquiridos pela Administração Central do Sistema de Saúde, que procedeu à sua distribuição de acordo com os critérios técnicos definidos pela “Comissão de Acompanhamento da Resposta Nacional em Medicina Intensiva”:

a)distribuir o material de forma a permitir a ativação do máximo número de camas de nível 3 (intensivas), no respeito da lógica da Rede de Referenciação de Medicina Intensiva;

b)alocar a cada serviço hospitalar equipamento que já seja conhecido e utilizado.

Assim, os referidos 63 ventiladores foram distribuídos nos seguintes termos:

Região Norte – total de 48 ventiladores:

15 Centro Hospitalar Universitário de S. João, EPE

10 Centro Hospitalar de Vila Nova de Gaia/Espinho, EPE

5 Unidade Local de Saúde de Matosinhos, EPE

5 Centro Hospitalar Universitário do Porto, EPE

5 Unidade Local de Saúde do Nordeste, EPE

3 Hospital de Braga, EPE

5 Centro Hospitalar de Entre Douro e Vouga, EPE

Região Centro – total de 2 ventiladores:

2 Centro Hospitalar do Baixo Vouga, EPE

Região de Lisboa e Vale do Tejo – total de 12 ventiladores:

4 Centro Hospitalar de Lisboa Ocidental, EPE

4 Hospital Professor Doutor Fernando Fonseca, EPE

4 Hospital Garcia de Orta, EPE

*1 encontra-se em reparação.

No mesmo avião, chegaram ainda 78 ventiladores resultantes de uma doação particular, os quais foram oferecidos e distribuídos de acordo com a vontade expressa dos doadores:

15 Hospital Garcia de Orta, EPE

4 Hospital Professor Doutor Fernando Fonseca, EPE

15 Centro Hospitalar Universitário Lisboa Central, EPE

4 Centro Hospital Universitário Lisboa Norte, EPE

10 Centro Hospitalar de Lisboa Ocidental, EPE

15 Hospital Beatriz Ângelo

15 Hospital de Cascais Dr. José de Almeida

Os restantes 3 ventiladores transportados nesse voo foram adquiridos pela Câmara Municipal de Cascais para fins decididos por esta entidade.

Acresce informar que a GALP ofereceu, também, 19 ventiladores que foram distribuídos da seguinte forma:

Região Norte – total de 11 ventiladores:

6 Centro Hospitalar Universitário de S. João, EPE

3 Centro Hospitalar Universitário do Porto, EPE

2 Centro Hospitalar de Entre Douro e Vouga, EPE

Região de Lisboa e Vale do Tejo – total de 4 ventiladores:

2 Centro Hospitalar de Setúbal, EPE

2 Centro Hospitalar Barreiro Montijo, EPE

Região Alentejo – total de 4 ventiladores:

2 Hospital Espírito Santo, EPE – Évora

2 Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo, EPE

Verificou-se ainda, nesta fase de preparação, o empréstimo de 140 ventiladores da empresa Air Liquide, não invasivos, distribuídos desta forma:

Região Norte – 101 ventiladores:

30 Centro Hospitalar Universitário de S. João, EPE

30 Centro Hospitalar Universitário do Porto, EPE

5 Centro Hospitalar de Vila Nova de Gaia/Espinho, EPE

9 Centro Hospitalar Tâmega e Sousa, EPE

8 Hospital de Braga, EPE

4 Unidade Local de Saúde do Nordeste, EPE

10 Unidade Local de Saúde de Matosinhos, EPE

5 Unidade Local de Saúde do Alto Minho, EPE

Região Centro – 14 ventiladores:

4 Centro Hospitalar Tondela Viseu, EPE

4 Centro Hospitalar do Médio Ave, EPE

6 Centro Hospitalar Baixo Vouga, EPE

Região de Lisboa e Vale do Tejo – 21 ventiladores:

5 Centro Hospitalar Universitário Lisboa Central, EPE

6 Centro Hospitalar de Lisboa Ocidental, EPE

10 Centro Hospitalar Médio Tejo, EPE

Região Algarve – 4 ventiladores:

4 Centro Hospitalar Universitário do Algarve, EPE

Prevê-se que, até ao dia 19 de abril, o Serviço Nacional de Saúde receba mais 300 ventiladores. Estes, tal como os anteriormente referidos, serão distribuídos tendo por base os mesmos critérios técnicos definidos pela “Comissão de Acompanhamento da Resposta Nacional em Medicina Intensiva”.

Equipamentos de Proteção Individual

Em resultado de diversos movimentos de compra, existem no país cerca de 25.000.000 de variados equipamentos de proteção individual. O Ministério da Saúde utilizará cerca de 20.000.000 destes equipamentos e os restantes serão afetos às áreas governativas da Segurança Social, Defesa e Justiça, destacando-se:

Cerca de 10.000.000 de máscaras cirúrgicas, com distribuição prevista de 5.000.000 para a Região Norte, 1.600.000 para a Região Centro, 3.200.000 para a Região de Lisboa e Vale do Tejo, 130.000 para a região do Alentejo e 100.000 para a Região do Algarve.

No que respeita às máscaras FFP2, um total de 1.885.000 máscaras serão afetas às 5 Regiões, prevendo-se 1.000.000 para o Norte, 450.000 para o Centro, 350.000 para Lisboa e Vale do Tejo, 41.000 para o Alentejo e 44.000 para o Algarve.

Testes

À data de hoje, 10 de abril, e desde o dia 1 de março, foram realizados 151.113 testes de diagnóstico de COVID-19, dos quais 17.083 foram positivos (11,3% do total de testes). Desde o dia 1 de abril (até ao dia 8), foi feita uma média de 8.919 testes/dia no país. Do total de testes, 52% foram realizados nos laboratórios públicos.

No dia 8 de abril foi registado o maior nº de testes = 10.177

Fazem parte da rede de diagnóstico 26 laboratórios do SNS, para além do Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge e, ainda, 7 laboratórios de grupos privados e 4 de outras instituições.

No próximo dia 12 de abril irão ser entregues na Reserva Estratégica do Ministério da Saúde cerca de 900.000 testes, que serão de imediato distribuídos pelas diferentes

Administrações Regionais de saúde e Regiões Autónomas, de acordo com as necessidades identificadas.

O Ministério da Saúde indica que continua empenhado em reforçar a capacidade laboratorial e os equipamentos de proteção individual do país, pelo que os números apresentados estão sujeitos a permanente atualização.

Para enviar uma sugestão, por favor faça ou .

Deixe um comentário

Ainda sem comentários!