Dez empresas já estão a beneficiar do Portugal Tech

Portugal Tech mobiliza mais de 200 milhões de euros para investimento em startups e PME em Portugal. 60 milhões de euros já estão afetos aos fundos Indico Capital Partners, Armilar Venture Partners e Vallis Capital Partners.

0
Dez empresas já estão a beneficiar do Portugal Tech
Dez empresas já estão a beneficiar do Portugal Tech

O programa Portugal Tech, lançado em dezembro de 2018 pela Instituição Financeira de Desenvolvimento (IFD), em parceria com o Fundo Europeu de Investimento (FEI), já selecionou três fundos de venture capital, technology transfer e private equity, e investiu numa dezena de empresas portuguesas.

O Portugal Tech tem como objetivo atrair capital privado e institucional para investimento em empresas de base tecnológica, startups, PME e Midcaps portuguesas: O programa já começou a chegar aos seus beneficiários finais.

Dos 100 milhões de euros inicialmente acordados entre a Instituição Financeira de Desenvolvimento, através de fundos nacionais, e o Fundo Europeu de Investimento, através de fundos europeus do Banco Europeu de Investimento e Plano Juncker, já foram comprometidos cerca de 60 milhões de euros em três fundos privados geridos por equipas portuguesas:

Indico Capital Partners de venture capital;

Armilar Venture Partners de technology transfer;

Vallis Capital Partners de private equity.

O financiamento concedido pelo Portugal Tech, enquanto cornerstone investor, associado ao selo de qualidade do rigoroso processo de seleção liderado pelo FEI, foi determinante para que estes fundos nacionais atingissem o seu primeiro closing no primeiro semestre de 2019, e mobilizassem mais 140 milhões de euros por parte de investidores institucionais portugueses e estrangeiros.

Cada um dos fundos tem 4 a 5 anos para selecionar e investir em startups e PME. Atualmente o programa conta já com investimentos em 10 empresas, das quais se destacam:

Vawlt Technologies SA;
SoundParticles;
Bitclic;
Attentive;
Barkyn;
Zenklub.

Para Pedro Siza Vieira, Ministro Adjunto e da Economia, “o crescimento económico sustentável exige mobilização de financiamento, sendo o Programa Portugal Tech um contributo essencial para a evolução positiva da economia nacional”, e sublinhou: “O Programa reforça o compromisso do Governo no apoio à inovação, empreendedorismo e emprego qualificado.”.

O Presidente Executivo da IFD, Henrique Cruz, referiu: “A parceria Portugal Tech com o FEI vem compensar a quebra de investimento institucional em capital de risco. O Portugal Tech tem contribuído para alavancar o investimento privado em Portugal e fez chegar às empresas de base tecnológica novo financiamento num curto prazo de implementação.”

Pier Luigi Gilibert, Diretor Executivo do FEI, referiu: “O Portugal Tech é uma das mais bem sucedidas parcerias europeias com bancos de fomento dos Estados Membros – não só pela qualidade das equipas já selecionadas, mas também pela rápida implementação desde a negociação até chegar ao mercado e aos empreendedores Portugueses”.

O programa Portugal Tech, que se insere na Estratégia de Inovação Tecnológica e Empresarial para Portugal, tem ainda 40 milhões disponíveis para alocar a novas equipas, estimando-se que o capital mobilizado na economia Portuguesa venha a superar os 300 milhões de euros.

Para enviar uma sugestão, por favor faça ou .

Deixe um comentário

Ainda sem comentários!