Documentário “BITxBIT: In Bitcoin we trust” estreia no Politécnico de Leiria

Estreia na Escola Superior de Turismo e Tecnologia do Mar do Politécnico de Leiria o documentário “BITxBIT: In Bitcoin we trust”. A exibição, no dia 5 de novembro, é privada e limitada a uma audiência de cerca de 200 pessoas.

0
Politécnico de Leiria
Politécnico de Leiria. Foto: DR

O cineasta David Foxx elegeu a Escola Superior de Turismo e Tecnologia do Mar (ESTM) do Politécnico de Leiria para exibir, no dia 5 de novembro, às 17h00, o seu novo documentário “BITxBIT: In Bitcoin we trust”. A exibição é exclusiva e privada, sendo a primeira do tipo na Europa. É destinada a cerca de 200 pessoas, com acesso apenas por convite.

O documentário de 75 minutos foi produzido ao longo dos últimos quatro anos e aborda a tecnologia de mudança de paradigma da blockchain e da bitcoin, a primeira criptomoeda. A seguir à exibição decorre uma discussão aberta, na ESTM, “sobre a futura sociedade e a consequente construção de comunidades”. Um debate onde David Foxx participa com uma breve introdução ao tema da criptografia.

Rui Serapicos, presidente da Aliança Portuguesa de Blockchain, Fred Antunes, presidente da Associação Portuguesa de Blockchain e Criptomoedas, e Paulo Fonseca, designer e entusiasta de Blockchain, também participam. O painel de especialistas abre um diálogo entre estudantes, educadores e a audiência, para ajudar a compreender o enquadramento e as intenções subjacentes ao Blockchain, assim como o aparecimento das criptomoedas dentro deste contexto.

O “BITxBIT: In Bitcoin we trust” narra a história de vários futuristas, que explicam as vantagens e desvantagens da bitcoin entre 2014 e 2017. “Historicamente este foi o período de tempo que se revelou crucial para a descoberta de um novo sistema de troca de valores, com a promessa de beneficiar a humanidade. A película demonstra a visão do realizador, artista e ex-advogado, e a forma como ele descobre o que é a bitcoin e porque é relevante para o futuro.”

David Foxx nasceu na África do Sul e criado em Nova Iorque, foi advogado, mas desistiu do direito para se tornar pintor. As suas pinturas foram vendidas por todo o mundo e em inúmeras galerias de arte. Em 2010 começou a produzir o seu primeiro filme “Me @ the Zoo”, e após o sucesso do projeto fez o segundo filme, como produtor, denominado “Love Child”. O novo documentário é a sua primeira longa-metragem como realizador.

Para enviar uma sugestão, por favor faça ou .

Deixe um comentário

Ainda sem comentários!