Elisabete Jacinto sobe na classificação do Africa Eco Race

Camião de Elisabete Jacinto enterrou-se na areia mole provocando um atraso de mais de 40 minutos, o que obrigou a um esforço suplementar que colocou a equipa a terminar a segunda etapa do Africa Eco Race na quarta posição na categoria de camiões T4.

0
Elisabete Jacinto sobe na classificação do Africa Eco Race
Elisabete Jacinto sobe na classificação do Africa Eco Race. Foto: DR

A piloto Elisabete Jacinto terminou hoje a segunda etapa do Africa Race em quarto lugar entre os camiões. A etapa de 443 quilómetros entre Merzouga e Foum Zguid foi executada pela equipa Bio-Ritmo em 7h06m45s. Uma prova bastante exigente, mas que mesmo com alguns percalços, o resultado alcançado pela equipa portuguesa traduziu-se na subida de um lugar na tabela da classificação geral e está agora na quarta posição da categoria T4.

A especial começou com a complexa passagem pelas dunas do Erg Chebbi, e como esclareceu Elisabete Jacinto a travessia “foi verdadeiramente stressante”, pois “a determinada altura o camião ficou enterrado na areia”, o que levou a muito trabalho onde foram perdidos “mais de 40 minutos a cavar” e a ver “os concorrentes todos a passar”. Uma situação que referiu: “Foi desesperante”.

O trio luso, composto por Elisabete Jacinto, José Marques e Marco Cochinho, não esmoreceu. Logo que conseguiram resolver a dificuldade, os portugueses encetaram uma brilhante recuperação, como descreveu a piloto: “Assim que conseguimos sair dali imprimimos o ritmo mais rápido que conseguimos e felizmente não tivemos mais nenhuma situação complicada, apesar de termos feito imensas passagens de dunas. O mais difícil foi ter que ultrapassar tantos pilotos.”

O esforço permitiu subir do 12º posto, posição alcançada em CP1, para o quarto lugar registado no final da especial. Elisabete Jacinto referiu: “No final da especial viemos sempre a fundo e conseguimos fazer um resultado muito positivo. Estamos contentes”, dado que neste momento, ocupam o 19º lugar da classificação conjunta entre carros e camiões.

A terceira etapa do Africa Race vai ligar Agdal a Assa numa distância de 400 quilómetros cronometrados numa especial que será bastante rápida. Perto do final da etapa os concorrentes terão que atravessar novamente o Oued Draa e nesse ponto a navegação será complexa e as dificuldades poderão surgir. O acampamento estará instalado nos arredores da cidade de Assa.

Elisabete Jacinto sobe na classificação do Africa Eco Race
Elisabete Jacinto sobe na classificação do Africa Eco Race
Classificação Geral do Africa Eco Race
Classificação Geral do Africa Eco Race
Para enviar uma sugestão, por favor faça ou .

Deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar!