Enfermagem especializada beneficia sistema de saúde

Enfermagem especializada é uma necessidade crescente nos cuidados de saúde. Relatório elaborado pelo INESC TEC aponta que a criação de internato de especialização em enfermagem leva a ganhos nos cuidados na saúde e nos encargos orçamentais.

0
Enfermagem especializada beneficia sistema de saúde
Enfermagem especializada beneficia sistema de saúde. Foto: DR

Relatório sobre cuidados de enfermagem especializada, elaborado pelo Instituto de Engenharia de Sistemas e Computadores, Tecnologia e Ciência (INESC TEC), conclui que a especialização em enfermagem é uma necessidade crescente e tendência internacional.

Com o aumento de esperança de vida Portugal oferece já hoje um quadro com uma taxa elevada de população de idosos, ou seja, “uma população envelhecida, com doenças crónicas” que “ exige uma redefinição da política de gestão de recursos humanos” que seja “capaz de atender a estes novos desafios societais.”

Em face da tendência da evolução de maior número de idosos, de acordo com o relatório, há uma necessidade crescente de ter recursos humanos de saúde especializados que possam dar resposta a uma cada vez maior pressão sobre o sistema de saúde.

O relatório que o INESC TEC elaborou a pedido da Ordem dos Enfermeiros (OE) aponta para um impacto orçamental positivo decorrente da criação de um internato de especialização em enfermagem.

Para além do impacto orçamental positivo relatório conclui que existe “uma ampla evidência internacional de que enfermeiros especialistas produzem ganhos em saúde e são também um contributo positivo para a valorização profissional.”

Relativamente ao internato de especialidade, o relatório refere ser um instrumento adequado ao processo de desenvolvimento e valorização profissional do Enfermeiro e que, apesar do impacto orçamental decorrente da criação de um internato de especialização em Enfermagem existir, é largamente mitigado pelos benefícios decorrentes da implementação.

O relatório indica que é estimado o impacto orçamental da criação do internato de especialização. Num cenário em que sejam disponibilizadas anualmente 1.500 posições para enfermeiros especialistas, o benefício líquido médio é estimado em cerca de 18 milhões de euros por ano.

O valor resulta da diferença entre um custo estimado de 63 milhões de euros por ano que inclui o acréscimo salarial e os custos com o internato, e de um benefício estimado de 81 milhões de euros por ano, resultante de uma poupança esperada de 5% nos internamentos hospitalares.

Em relação ao impacto económico e social do internato de especialidade, o relatório indica que é muito positivo, na medida em que permite ganhos em saúde e de eficiência na gestão, além disso a especialização dos cuidados de Enfermagem contribui em larga escala para a valorização dos profissionais, na medida em que lhes confere a possibilidade de construir uma carreira profissional e incentiva à renovação contínua da sua formação.

Para enviar uma sugestão, por favor faça ou .

Deixe um comentário

Ainda sem comentários!