Falta transparência nos preços dos medicamentos

Ministros da Saúde europeus querem mais transparência nos preços dos medicamentos. Os novos medicamentos estão a colocar em causa a sustentabilidade dos sistemas de saúde.

0
1
Partilhas
Falta transparência nos preços dos medicamentos
Falta transparência nos preços dos medicamentos. Foto: © TV Europa

No encontro que reuniu em Lisboa, a 7 de novembro, ministros da saúde de sete países, dirigentes e responsáveis de empresas da indústria farmacêutica, associações do setor e representantes dos doentes, foram analisadas as questões ligadas aos medicamentos inovadores e a segurança do tratamento e estabilidade financeira dos países europeus.

O encontro organizado pelo Ministro da Saúde, Adalberto Campos Fernandes, e pela Ministra holandesa, Edith Schippers, teve também a participação dos académicos Pedro Pita Barros, da Nova School of Business and Economics, e Margaret Kyle, da Universidade MINES Paris Tech.

Os dois académicos abordaram questões relacionadas com “as prioridades para uma sociedade com recursos limitados e quão importante é a recolha de evidência e a medição do valor de cada tecnologia”.

Para que haja mais escolha para os doentes e para os prescritores, os políticos e dirigentes europeus referiram “a necessidade de haver uma maior transparência na formulação dos preços e que custos se devem refletir no preço final”, refere comunicado do Ministério da Saúde.

Os responsáveis dos países participantes decidiram levar a cabo uma ativa colaboração, “particularmente, na recolha de dados e partilha de evidência sobre os resultados em saúde”, e defenderam “a importância de reforçar a cooperação europeia”.

Os Ministros decidiram implementar “um grupo de alto nível para continuar a desenvolver e aprofundar estas questões, tendo em vista uma próxima mesa redonda”.

Deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar!

wpDiscuz