Fascínio pelas plantas comemora-se em Portugal

Dia Internacional do Fascínio pelas Plantas é celebrado hoje, 18 de maio, em mais de 65 países, que organizam mais de 500 eventos para comemorar a data. Em Portugal há debates, exposições e visitas guiadas a jardins e ao campo, em várias cidades.

0
1
Partilhas
Viola × wittrockiana, Amor-perfeito, jardim cidade de Braga
Viola × wittrockiana, Amor-perfeito, jardim cidade de Braga. Foto: Rosa Pinto

Hoje, 18 de maio, em mais de 65 países, comemora-se o Dia Internacional do Fascínio pelas Plantas. Portugal é um dos países que desde a instituição deste Dia Internacional tem envolvido mais entidades e realizado mais eventos.

Nas comemorações deste 4º Dia Internacional dedicado ao fascínio pelas plantas fala-se de plantas medicinais em Lisboa, na Maia e no Porto, e decorrem visitas guiadas em jardins botânicos, hortas comunitárias e saídas de campo em Almada, Gaia, Lisboa, Moura, Oeiras e Sintra. Em Bragança há distribuição gratuita de plantas envasadas e em Lisboa conversa-se sobre melhoramento de plantas, em Cantanhede, Castelo Branco, Évora, Lisboa e Porto há exposições e debates.

As comemorações deste 4º Dia Internacional do Fascínio pelas Plantas são coordenadas, em Portugal, pelo Instituto de Tecnologia Química e Biológica da Universidade Nova de Lisboa (ITQB NOVA) e pela Sociedade Portuguesa de Fisiologia Vegetal, mas a iniciativa envolve 25 instituições nacionais em grande variedade de atividades. As celebrações encerram no dia 27 de maio, com o Dia Aberto do ITQB NOVA, em Oeiras.

O Dia do Fascínio pelas Plantas foi lançado pela European Plant Science Organisation, “com o objectivo de lembrar como a investigação em plantas é importante para a paisagem social, ambiental, e económica do planeta, agora e no futuro.”

O ITQB lembra, em comunicado, que nos vários eventos organizados para hoje não se fala “apenas de ciência”, mas de “todos os tópicos relacionados com as plantas: investigação fundamental, agricultura, horticultura e jardinagem, floresta, melhoramento vegetal, proteção das plantas, alimentação e nutrição, conservação ambiental, redução dos efeitos das alterações climáticas, bioproductos inteligentes, biodiversidade, sustentabilidade, recursos renováveis, e educação e arte na investigação em plantas.”

A European Plant Science Organisation lembra: “As plantas são fascinantes!” Pois a “partir de uma pequena semente, lançada ao solo, muitas vidas verdes podem surgir, desde pequenas ervas até grandes árvores, ou desde flores ornamentais às culturas de que todos os animais e seres humanos precisam para sobreviver neste planeta.”

“Os biólogos estimam que o número total de espécies de plantas deve ser cerca de 250.000”, mas European Plant Science Organisation espera que com esta iniciativa do ‘Fascínio pelas Plantas’ se possam “voltar a semear muitas sementes virtuais capazes de germinar na mente coletiva da opinião pública Europeia e Mundial, lembrando a importância da investigação em plantas para a paisagem social e ambiental, agora e no futuro.”

Deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar!

wpDiscuz