Força naval chinesa passou por águas portuguesas sob vigilância da Marinha

Navio reabastecedor, uma fragata e um destroyer da Marinha da República Popular da China passaram, no dia 13 de julho, em águas nacionais. A Marinha Portuguesa empenhou dois navios na vigilância da frota chinesa.

0
8
Partilhas
Força naval chinesa em águas sobre jurisdição portuguesa
Força naval chinesa em águas sobre jurisdição portuguesa. Foto: Marinha

No dia 13 de julho, passou pelas águas sobre jurisdição nacional uma força naval da Marinha da República Popular da China, constituída por um reabastecedor, uma fragata e um destroyer, referiu a Marinha em comunicado.

A Marinha Portuguesa acompanhou a força chinesa, “no quadro das responsabilidades nacionais na OTAN, de partilha de informação e de patrulha e vigilância de navios de interesse.”

​Na missão da Marinha foi empenhada a Lancha Escorpião que acompanhou a força naval chinesa até ao largo do Cabo de S. Vicente e a partir daí foi empenhada a corveta João Roby que navegou na vizinhança dos navios da armada chinesa até à fronteira norte de Portugal.

Deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar!

wpDiscuz