Fortalezas de Fronteira podem ser destinos turísticos

Programa Dinamizar Fortalezas lançado pelo Governo pretende promover a rota das Fortalezas de Fronteira. A rota inclui 62 fortalezas como novos destinos turísticos e âncoras de desenvolvimento económico regional.

0
Fortalezas de Fronteira podem ser destinos turísticos
Fortalezas de Fronteira podem ser destinos turísticos. Foto: © Rosa Pinto

Governo lançou um programa para promover rota das Fortalezas de Fronteira. O programa Dinamizar Fortalezas vai promover a rota das Fortalezas na raia. Esta rota é inspirada no Livro das Fortalezas de Duarte d´Armas, do século XVI.

O programa que envolve 62 fortalezas inclui a criação de condições de visitação e de conteúdos bem como a promoção internacional, neste caso tirando partido da proximidade ao mercado espanhol. O objetivo é promover e dar visibilidade aos territórios do interior e às regiões transfronteiriças.

Portugal é delimitado a norte e a este por um conjunto de fortificações militares que são testemunho da história da sua formação enquanto país. Desde o Tratado de Zamora, que assinala o nascimento de Portugal enquanto o país, ao Tratado de Alcanizes, que fixa as fronteiras do território nacional, houve a necessidade de ter uma rede de fortificações robusta e bem vigiada.

O programa foi lançado numa das fortificações, o Castelo de Monção, onde esteve presente o Ministro Adjunto e da Economia, Pedro Siza Vieira, e a Secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho. O programa tem como objetivo, ainda, transformar as fortalezas em âncoras de desenvolvimento regional que criem emprego e gerem riqueza e se afirmem como novos destinos turísticos.

Para enviar uma sugestão, por favor faça ou .

Deixe um comentário

Ainda sem comentários!