Grandes Veleiros atraem milhares de visitantes

Calor tórrido não foi suficiente para afastar os milhares de visitantes dos Grandes Veleiros da ‘The Tall Ships Races’, em Lisboa

0

Grandes Veleiros

Grandes Veleiros da ‘The Tall Ships Races’ atraem milhares de pessoas ao cais de cruzeiros de Lisboa, junto a Santa Apolónia. Desde sexta-feira, 22 de julho, que o número de visitantes não para de aumentar, com cada vez mais turistas estrangeiros a manifestar o entusiasmo por poder assistir em Lisboa a tamanho espetáculo de gigantes das velas e do mar.

No cais, junto a cada uma das escadas de acesso aos veleiros, filas de pessoas, em alguns casos famílias inteiras, aguardam a vez de subir a bordo, e em muitos casos é a primeira vez que o fazem. À saída mostram-se surpreendidas, sobretudo com as dimensões, os mastros, a cordoalha usada na mastreação das velas e com a simpatia das tripulações.

O Cuauhtémoc, apesar de não ter conquistado nenhuma taça em Lisboa, nesta ‘Tall Ships Races 2016’, pertence-lhe a designação do veleiro que dá música o todo o cais. Dotado de potentes colunas de som, a música mexicana ouve-se a grande distância. E uma gigante bandeira do México à popa, chama de imediato a atenção para a nacionalidade deste gigante do mar.

A imponência dos veleiros, sobretudo os de classe A, pelas suas dimensões, como o Dar Mlodziezy, da Polónia, com 108,8 metros de comprimento, o MIR, da Rússia, também com 108,8 metros, o Amerigo Vespucci, de Itália, com 102,38 metros, o Statsraad Lehmkuhl, da Noruega, com 97,2 metros, o Simon Bolivar, da Venezuela, com 84,3 metros, ou o Santa Maria Manuela, de Portugal, com 68,64 metros, e todos os apetrechos da navegação à vela transportam os visitantes para a história dos grandes feitos marítimos.

Na tarde de sábado, dia 23, as tripulações percorreram as ruas da baixa lisboeta e desfilaram da Praça dos Restauradores à Praça do Município. Cor, alegria, simpatia e muitas fotografias fizeram parte do cortejo sempre com muitos pessoas a assistir ao longo de todo o percurso.

Na Praça do Município foram entregues as taças aos classificados nas várias classes e categorias do troço de Antuérpia até Lisboa. Durante cerca de uma hora e meia e debaixo de um calor tórrido, tripulantes e público, não arredaram pé, até ao final da entrega dos prémios e ao som de aplausos constantes.

Hoje, dia 24, às 22 horas há espetáculo de fogo-de-artifício junto aos veleiros no cais, em Santa Apolónia, e dia 25 é dia do desfile no Tejo a partir das 15 horas.

Para enviar uma sugestão, por favor faça ou .

Deixe um comentário

Ainda sem comentários!