Guimarães apresenta estratégia para promoção e captação de turismo

“Garra Vimaranense” é a Ideia Central de Guimarães para a estratégia de promoção e captação de turismo. A estratégia agora apresentada vai ser concretizada através de 3 programas principais, 12 projetos e 48 subprojetos envolvendo todos os 158.124 vimaranenses.

0
Guimarães apresenta estratégia para promoção e captação de turismo
Guimarães apresenta estratégia para promoção e captação de turismo. Foto: DR

A Câmara Municipal de Guimarães apresentou a sua estratégia de posicionamento de marca na captação de turismo, uma estratégia que teve, na sua definição, o apoio técnico especializado da empresa Bloom Consulting. O objetivo principal é reforçar o papel da atividade turística, derrubando obstáculos, potenciando e partilhando o novo posicionamento, dentro e fora do território nacional.

De entre os obstáculos identificados no estudo de base, destacam-se a curta estadia dos visitantes no território vimaranense, a concentração no centro da cidade, alguma perda de notoriedade junto dos mais jovens, bem como algum desconhecimento fora de Portugal.

Domingos Bragança, Presidente da Câmara Municipal de Guimarães, referiu que o proposto na estratégia é atrair “mais pessoas para o território municipal de Guimarães e contagiando-as com esta “Garra Vimaranense”, com o orgulho que temos na nossa história, com a forma única como recebemos quem nos visita” e acrescentou: “Mas também com o espírito de união que nos leva a defender o que é nosso, que é o território que desde pequenos nos ensinaram a amar e do qual nos orgulhamos”.

Conclusões do estudo na base da Visão Estratégica

A definição da estratégia agora dada a conhecer é sustentada “nos resultados de uma extensa fase de pesquisa e de estudos qualitativos e quantitativos elaborados com a finalidade de compreender as perceções internas e externas de Guimarães”, de onde se destacam: “o Goodwill interno e o reconhecimento nacional a 100%, apesar de o reconhecimento internacional tenha ainda espaço para crescer”.

O estudo demonstrou a “existência de perceções bastante alinhadas com a realidade – tanto internamente como no restante país – há uma prevalência nos temas relacionados com a Fundação e a História de Portugal”. Foi também confirmada a existência de uma forte “perceção de que quem visita adora”.

Para os Stakeholders locais “Guimarães proporciona uma sensação extremamente positiva a quem visita o território pela primeira vez”. No entanto, os Stakeholders consideram que ainda falta a “experiência única” para atrair os visitantes.

A Ideia Central de Guimarães “Garra Vimaranense” é uma linha orientadora de toda a estratégia que deve ser desenvolvida através de três programas principais:

1.Programa Identitário

É o programa responsável por desenvolver, ampliar e disseminar a “Garra Vimaranense”. Alberga todos os projetos que asseguram o futuro desta Ideia Central, nomeadamente os que se relacionam com as Bases, a Representação e a Projeção desta Identidade única.

Este programa envolve os mais jovens, mas também todos os agentes que contactam com o turismo e até mesmo quem chega agora ao território. Este ativo imaterial que representa a identidade de Guimarães é parte indissociável da visão do Município e da projeção do mesmo.Tornar todo o território vimaranense num reflexo da visão do município de Guimarães.

2. Valorização Territorial

Este Programa assenta no princípio de continuar a aperfeiçoar Guimarães, sem dissociar a identidade do território. Para isso, estão a ser desenvolvidos projetos no âmbito do Território Unificado, Guimarães Verde e Garra no Território. Esta linha orientadora mostra o seu máximo expoente na defesa, preservação e vivência do território. As distinções e honras de que é alvo constante não são um acaso, mas sim uma consequência de um trabalho meritório constante.

3. Conhecer Guimarães

Com esta “Garra” e por esta razão, todos os projetos relativos à experiência turística contemplarão a participação dos vimaranenses, nomeadamente nos projetos “À medida”, na “Descoberta da Origem”, “Visita Verde”, “Imersão no Espírito Vimaranense”, “Caminho da Paixão” ou “Experiências Acompanhadas”.

Desenvolver e dar a conhecer um leque de experiências que vão espelhar não só a monumentalidade do território, mas também dos vimaranenses. A humanização da experiência turística é uma batalha perdida por muitos destinos modernos. Em Guimarães, no entanto, há uma vontade assumida da população em ser parte do destino, em mostrar, ajudar e participar.

Para enviar uma sugestão, por favor faça ou .

Deixe um comentário

Ainda sem comentários!