Há festa no Castelo de Mogadouro

Dias do Património a Norte leva festa ao Castelo de Mogadouro nos dias 10 e 11 de agosto de 2018. Visitas guiadas com estórias, circo, concertos e a riqueza gastronómica de Mogadouro. Uma festa com atividades gratuitas para toda a família.

0
Há festa no Castelo de Mogadouro
Há festa no Castelo de Mogadouro. Foto: Carlos Cunha/CC BY-SA 3.0

Mogadouro torna-se nos dias 10 e 11 de agosto de 2018 o palco dos Dias do Património a Norte, um evento promovido pela Direção Regional de Cultura do Norte, que envolve uma programação artística, cultural e gastronómica, desenhada com o traço da identidade singular de Mogadouro e do seu Castelo.

De manhã as atividades têm início com uma visita-jogo ao Castelo para os mais novos, onde em cada canto se evoca uma história e se descobre um segredo.

Ao final da tarde, há uma visita guiada por membros da comunidade que lembra a história, com estórias e memórias. Por sua vez o imaginário da ruralidade e do trabalho da terra é representado na peça de circo “E-nxada”, da Companhia Erva Daninha.

Um grupo de comunidades locais dão um espetáculo único e irrepetível, que mistura música, dança e performance e que faz a alusão às lendas e culturas locais.

À noite, em ambiente de grande festa Mogadouro recebe os Melech Mechaya que, com a sua inesgotável alegria e energia, vão fazer dançar pela noite dentro.

A gastronomia da região e em especial de Mogadouro pode ser um momento de grande convívio e experienciação de sabores e cheiros, ao almoçar e jantar nestes dias de comemoração. Restaurantes locais prepararam refeições especiais com inspiração no receituário local, especificamente na tradicional Sopa das Segadas.

Programa

Dia 10 de agosto, sexta-feira

09h00 – Visita-Jogo ao Castelo de Mogadouro, reservada a grupos

Concepção: Ondamarela, OOF Design e Artur Carvalho

Dinamização: Juliana Sá

O Castelo guarda segredos que nunca foram desvendados. Visitá-lo, conhecer a sua história e resolver os seus enigmas; revelam-se pistas cada vez mais interessantes e misteriosas, que nos levam a um surpreendente desfecho final.

Dia 11 de agosto, sábado

10h00 – Visita-Jogo ao Castelo de Mogadouro

Concepção: Ondamarela, OOF Design e Artur Carvalho

Dinamização: Juliana Sá

Ponto de encontro: junto à torre do Castelo

18h00 – Visita Guiada por membros da comunidade

Guias: Emanuel Campos, Natália Quintas, Manuel Joaquim Santos

Ponto de encontro: junto à torre do Castelo

A história de um local não é apenas um conjunto de factos escritos ou estudados. Nesta visita cruzamos o conhecimento científico acerca do Castelo com um conjunto de outras dimensões, como as vivências da população que com ela privou ou os modos de vida de quem por aqui passou. Venha conhecer o Castelo e as suas estórias, numa visita guiada com pormenores únicos.

19h00 – Circo para famílias| “E-nxada”, Companhia Erva Daninha

Cocriação Erva Daninha e Binaural/Nodar coprodução Teatro Nacional São João, junto à Igreja Matriz

Partindo da ideia do trabalho original e primário e do seu lugar no espaço urbano atual, a Companhia Erva Daninha escolheu como tema um objeto que cava os tempos até hoje – a enxada. Símbolo de trabalho, de ligação entre o passado e o presente, de repetição e equilíbrio, comuns ao circo contemporâneo. Este é um espetáculo que remete para a ruralidade, o seu imaginário e a sua desconstrução sob um ponto de vista urbano e contemporâneo, e que resultou da investigação artística através da relação do corpo e do objeto em cruzamento com a instalação plástica, composição sonora e iluminação. Uma alusão poética ao trabalho da terra através de um objeto/alfaia ancestral que relaciona o homem com a paisagem.

22h00 – Concerto Performance com grupos da Comunidade

Coordenação: Patrícia Costa, Samuel Martins Coelho e Nuno Preto, com a participação de comunidades locais, um concerto itinerante

Esta nova criação, desenhada com comunidades do Mogadouro, é uma performance que explora e desenvolve uma ideia cenográfica forte e que envolve outras dimensões, como a música e o teatro. Os artistas Patrícia Costa (cenografia), Nuno Preto (teatro) e Samuel Coelho (música) constroem, com um grupo de participantes de diversas idades e com experiências muito diferentes, um espetáculo único e irrepetível.

23h00 – Concerto de Melech Mechaya,

Local: junto ao Castelo

Melech Mechaya significa “reis da alegria”, e a música que este quinteto produz faz exatamente jus a este título, é uma música alegre, contagiante e de ambiente de festa, à qual ninguém consegue ficar indiferente. Em Mogadouro vêm apresentar o novo álbum “Aurora”, fruto dos seus 10 anos de carreira, e que só tem recolhido rasgados elogios por onde se tem feito ouvir.

Sendo a banda mais importante a fazer música klezmer (música tradicional judaica) em Portugal, as fontes de inspiração da banda passam, no entanto também, pela música portuguesa, balcânica e árabe, o que resulta numa sonoridade singular, original, que é só sua. Na sua agenda contam com atuações em mais de 10 países mas, com certeza que, o ambiente quente das noites de Mogadouro vai fazer com que este concerto se torne memorável.

Dias 10 e 11 de agosto, sexta-feira e sábado

Almoço e jantar na Rota de Restaurantes/ Sopa das Segadas com o Chef Pedro Limão

Em tempos idos, por esta altura do ano, as mulheres preparavam o “mata-bicho” dos trabalhadores das segadas, fatiando o pão, cobrindo-o com a água de cozer as postas de bacalhau, que era desfiado por cima, e regando tudo com um bom azeite fervido e aromatizado com alho. Eram as Sopas das Segadas.

Hoje, a tradição desvanece, mas a memória mantém-se e o património permanece. Num momento de inspiração, o Chef Pedro Limão cria, em conjunto com os Restaurantes de Mogadouro, pratos de aromas e sabores que remetem para esta memória gastronómica. Nos dois dias dedicados à memória desta tradição, a Rota de Restaurantes | Sopa das Segadas instala-se em Mogadouro.

Convidam-se os visitantes a desfrutar de momentos únicos de partilha à mesa, entre pratos como Sêmea Recheada com Sames de Bacalhau, Bacalhau com Puré de Grão-de-bico, Tapenade de Azeitona e Caldo de Bacalhau, e Pudim de Pão com Gelado de Broa de Milho e Coulis de Mirtilos.

Basta escolher, reservar e desfrutar do Património Gastronómico de Mogadouro.

Para enviar uma sugestão, por favor faça ou .

Deixe um comentário

Ainda sem comentários!