Há mais estudantes a escolher a Universidade do Minho

Cursos de Medicina, Engenharia e Gestão Industrial e Engenharia Biomédica atingiram as notas mais altas de entrada na Universidade do Minho. Este ano são recebidos 2820 novos estudantes colocados na primeira fase do concurso nacional de acesso.

0
Há mais estudantes a escolher a Universidade do Minho
Há mais estudantes a escolher a Universidade do Minho. Foto: DR

A Universidade do Minho recebe, este ano letivo, 2820 novos estudantes colocados na primeira fase do concurso nacional de acesso ao ensino superior, mais 40 face a 2018/19 e mais 99 que no ano letivo de 2017/2018.

A maioria dos candidatos entrou em primeira opção com a instituição a atingir os 3613 candidatos em primeira opção, o que para os responsáveis da Universidade “evidencia a capacidade de atração e a sua reputação”.

O Reitor Rui Vieira de Castro explicou: “Preenchemos 98% das 2869 vagas a concurso e, em cerca de três quartos dos cursos, a nota mínima de entrada subiu, o que representa uma progressão importante face aos resultados do último ano”

O responsável pela Universidade acrescentou: “São bons resultados, que exprimem a cada vez maior adequação e qualidade da nossa oferta educativa, correspondendo às motivações e aos interesses de quem pretende ingressar no ensino superior”.

De entre as 57 licenciaturas e mestrados integrados que são oferecidos pela Universidade, o curso de Medicina mantém-se no top 10 nacional da média mais alta de acesso, situando-se nos 182,2 valores. A Engenharia e Gestão Industrial vêm a seguir com 175,8 e a Engenharia Biomédica com 170,6.

O volume de colocados na Universidade do Minho é liderado pelos cursos de Engenharia Informática com 170 estudantes, Engenharia e Gestão de Sistemas de Informação com 140, Medicina com 120 e Direito com 110.

A Universidade passou a ministrar, este ano, o curso Negócios Internacionais em regime diurno, com as 31 vagas já ocupadas. Toda a oferta pós-laboral ficou preenchida, designadamente Contabilidade, Direito, Educação, Marketing e Música, este último curso objeto de concurso local.

Rui Vieira de Castro referiu que a nível nacional houve, neste concurso de acesso, mais 3,4% de candidatos e mais colocados face ao ano anterior, e por isso, “é uma boa notícia para as instituições de ensino superior e para o país. Portugal precisa de mais pessoas no ensino superior, como condição importante para o seu desenvolvimento social e económico”.

A Universidade divulgou que a segunda fase de candidaturas decorre até 20 de setembro e os resultados são divulgados no dia 26, e que esta semana é dominada pelas matrículas e a próxima por atividades de integração, e que no dia 16 de setembro está prevista a sessão de boas-vindas aos novos estudantes, pelo Reitor.

Para enviar uma sugestão, por favor faça ou .

Deixe um comentário

Ainda sem comentários!