Idanha-a-Nova recebe dias 21 e 22 de setembro o Campeonato Nacional de Todo-o-Terreno

Baja TT Idanha-a-Nova recebe 130 equipas do Campeonato Nacional de Todo-o-Terreno 2019. Depois de cinco jornadas Salvador Vargas, Luís Engeitado e Pedro Santinho Mendes lideram e o regresso de Miguel Barbosa.

0
Idanha-a-Nova recebe dias 21 e 22 de setembro o Campeonato Nacional de Todo-o-Terreno
Idanha-a-Nova recebe dias 21 e 22 de setembro o Campeonato Nacional de Todo-o-Terreno. Foto: DR

Depois de cinco jornadas já realizadas – duas nas Beiras, outras tantas no Alentejo e uma no Algarve – o Campeonato Nacional de Todo-o-Terreno ruma de novo às Beiras para nos dias 21 e 22 de setembro ser disputada a Baja TT Idanha-a-Nova. A competição é organizada pela Escuderia Castelo Branco. Um CNTT que a partir desta prova passa a ter a chancela “Road to Dakar”, um grande incentivo, uma projeção internacional de enorme importância e o reconhecimento do valor daquele que é considerado o melhor campeonato de todo-o-terreno da Europa.

À partida para esta sexta jornada do CNTT 2019, que junta 130 equipas repartidas por Motos, Quads, SSV e Mini Baja, Salvador Vargas (KTM) nas motos, Luís Engeitado (Yamaha) nos Quad e Pedro Santinho Mendes (Can-Am) nos SSV lideram as respetivas classificações do Campeonato.

Com 80 equipas inscritas – recorde desta temporada – os SSV serão seguramente o grande polo de atração da Baja TT Idanha-a-Nova tendo em conta que, aos muitos e competitivos pilotos do CNTT, se junta agora a presença de Miguel Barbosa, sete vezes campeão nacional de todo-o-terreno auto, entre muitas outras novidades. Pedro Santinho Mendes lidera uma competição onde, para cada corrida, há mais de uma dezena de candidatos à vitória. Matematicamente há ainda oito pilotos que podem ambicionar o título máximo, mas Vítor Santos, João Monteiro, Pedro Carvalho, João Dias e Cristiano Batista, todos eles aos comandos dos supercompetitivos Can-Am Maverick X3, são aqueles que mais se aproximam do líder que tem, todavia, uma margem de 15 pontos para o 2º classificado.

De registar como principais novidades, para além da participação de Miguel Barbosa, o regresso ao CNTT de dois ex-campeões, Rui Serpa num Yamaha e Bruno Martins aos comandos de um Polaris RS1 e ainda a participação de 13 senhoras com duas duplas integralmente femininas.

Para enviar uma sugestão, por favor faça ou .

Deixe um comentário

Ainda sem comentários!