Igreja de São Cristóvão, na Mouraria, inicia obras de conservação

Obras de recuperação do telhado e das fachadas da Igreja de São Cristóvão, na Mouraria, em Lisboa, já decorrem. O tempo de execução previsto é de seis meses e um orçamento de 140 mil euros. Estas obras venceram uma das edições do Orçamento Participativo de Lisboa.

0
Igreja de São Cristóvão, na Mouraria, inicia obras de conservação
Igreja de São Cristóvão, na Mouraria, inicia obras de conservação. Foto: Rosa Pinto

A igreja de São Cristóvão, no bairro da Mouraria, em Lisboa, está, finalmente, a submetida as obras de recuperação do telhado e fachadas depois de ter sido um dos projetos que venceu, com mais de duas mil assinaturas, uma das edições do Orçamento Participativo de Lisboa e de ter integrado a lista do Programa Watch da World Monuments Fund.

A empreitada da obra em curso tem prevista uma duração de seis meses e um custo de 140 mil euros, indicou a Câmara Municipal de Lisboa. Os trabalhos envolvem a recuperação do telhado e fachadas. Durante o mês de junho há Visitas em Obra abertas a todos os que quiserem visitar os trabalhos em curso e falar com os técnicos responsáveis.

Ao longo dos próximos meses, a igreja de São Cristóvão promove, ainda, Visitas Guiadas à Mouraria Cristã, jantares culturais e outros eventos que têm como objetivo angariar apoios para a recuperação deste monumento o século XVII. Entre as atividades destaca-se ‘Arte em Obra’, uma iniciativa que convida artistas a pintarem nos andaimes a vida de São Cristóvão e o lançamento de uma monografia sobre a Igreja.

Igreja de São Cristóvão, na Mouraria, inicia obras de conservação
Igreja de São Cristóvão, na Mouraria, inicia obras de conservação. Foto: Rosa Pinto

Para marcar o início das obras estiveram presentes diversas pessoas que ao longo dos anos, trabalharam para juntar a verba que permite, agora, o início das obras de restauro. Entre as entidades envolvidas estiveram várias associações da Mouraria e alguns dos artistas que fizeram parte da exposição de arte contemporânea que teve lugar na igreja em 2016.

A obra de recuperação do monumento orçada num milhão de euros, iniciando-se agora a primeira fase dos trabalhos. Para prosseguir os trabalhos a paróquia de São Cristóvão e São Lourenço procura mecenas que “adotem” as 36 telas de Bento Coelho da Silveira, do século XVII, cujo restauro está avaliado em 350 mil euros.

Para enviar uma sugestão, por favor faça ou .

Deixe um comentário

Ainda sem comentários!