Inteligência artificial para jogos na Escola de Inverno no IPCA

Escola de Inverno que se realiza no Instituto Politécnico do Cavado e do Ave, nos dias 14 e 15 de fevereiro, é dedicada à Inteligência Artificial para jogos. O evento leva a Barcelos, Éric Jacopin, docente de uma academia militar francesa e criador de jogos.

0
Inteligência artificial para jogos na Escola de Inverno do IPCA
Inteligência artificial para jogos na Escola de Inverno do IPCA

A Escola Superior de Tecnologia (EST) do Instituto Politécnico do Cavado e do Ave (IPCA) organiza a 3ª edição da Escola de Inverno em Inteligência Artificial para Jogos. O evento, que ocorre nos dias 14 e 15 de fevereiro, vai receber Éric Jacopin, docente de uma academia militar francesa e criador do jogos.

A Escola de Inverno tem como objetivo a formação na área da inteligência artificial, com um foco específico na área do desenvolvimento de jogos. Esta formação reforça a estratégia da EST enquanto escola pioneira na criação de curso de Engenharia em Desenvolvimento de Jogos Digitais, e de mestrado também na mesma área.

Durante dois dias decorrem várias sessões, em que diferentes oradores apresentam temas sobre algoritmos e fazem abordagens e resultados obtidos no uso de Inteligência Artificial em Jogos. Alberto Simões, Diretor do Curso da Licenciatura em Engenharia de Sistemas Informáticos e organizador do evento, adiantou que estão planeadas ainda “sessões com exercícios e experiências para que os participantes possam colocar as mãos na massa, e perceber a aplicabilidade dos métodos referidos”.

A 1ª edição da iniciativa decorreu em 2016, numa organização conjunta com a Associação Portuguesa para a Inteligência Artificial (APPIA), um sucesso que levou a EST a organizar o evento anualmente.

Nesta 3ª edição pretende-se uma escola mais dinâmica e apelativa, indicou Alberto Simões, e acrescentou: “Temos mais oradores, sessões mais pequenas e bem definidas e esperamos que esta mudança torne o evento mais dinâmico. A própria diversidade de oradores vai permitir diferentes formas de ver os problemas, diferentes áreas de aplicação dos mesmos métodos”.

Um dos oradores mais aguardado é Éric Jacopin, docente de uma academia militar francesa, que tem trabalhado com várias empresas de desenvolvimento de jogos com títulos bem conhecidos, como F.E.A.R. (considerado o jogo com melhor inteligência artificial), Killzone 3, Transformers 3: Fall of Cybertron, Shadow of Mordor e Rise of the Tomb Raider. Tem trabalhado numa área pouco divulgada, denominada de Planning Analytics, usada para análise de tática e planeamento.

Outro dos intervenientes é Marco Scirea que vai falar na geração procedimental de som e música, um assunto totalmente novo na escola. Por sua vez, Rui Prada e Samuel Mascarenhas vão apresentar a framework para a criação de personagens – FAtiMA Toolkit, que vai ser alvo de uso pelos participantes da escola.

Gustavo Reis, especialista em Programação Avançada e Inteligência Artificial e Luís Teófilo, especialista na Teoria dos Jogos juntam-se aos restantes oradores nestes dois dias.

Para enviar uma sugestão, por favor faça ou .

Deixe um comentário

Ainda sem comentários!