IPO-Porto homenageia participantes em ensaios clínicos no “Dia da Esperança”

Iniciativa do IPO-Porto para homenageia todos os que participam em ensaios clínicos, no dia 20 de março, vai ser reconhecida como “Dia Nacional da Esperança”. Em 2018 mais de 400 pessoas participaram em ensaios clínicos no IPO do Porto.

0
IPO-Porto homenageia participantes em ensaios clínicos no “Dia da Esperança”

No Instituto Português de Oncologia (IPO) do Porto mais de 400 pessoas participaram, em 2018, em ensaios clínicos, um número que é um recorde nos últimos cinco anos. Para Laranja Pontes, Presidente do Conselho de Administração do IPO-Porto, “este número, que espelha uma grande maturidade dos doentes e um grande compromisso de todos os profissionais de saúde, no sentido de assegurar o acesso e o desenvolvimento de novas terapêuticas no tratamento oncológico”.

Mas o resultado alcançado “é ainda mais significativo” pois enquadra-se no âmbito da iniciativa “Dia da Esperança”, que o IPO-Porto celebra a 20 de março, e durante o qual “pretende divulgar a importância dos ensaios clínicos”, entretanto indicou que, em 2018, entraram 153 doentes em ensaios, houve 15 novos ensaios e que no final do ano havia 130 ensaios clínicos em curso.

O paralelo com o primeiro dia da primavera, e neste dia, o IPO-Porto, indicou que vai lançar o movimento “Uma flor pela esperança”, protagonizado por Ana Bravo, Carla Ascenção, Jorge Gabriel e Miguel Guedes, e convida todos os portugueses a partilhar, nas redes sociais, uma fotografia sua com uma flor, com a referência #umaflorpelaesperança. “A flor, que nasce na primavera, simboliza a esperança dos doentes oncológicos, de todos os que participam em ensaios clínicos, sendo ao mesmo tempo um agradecimento a todos os profissionais de saúde, familiares, amigos e cuidadores.”

“Queremos tornar este dia num dia nacional porque sentimos que é muito importante homenagear todos os que participaram em ensaios clínicos e, mais que isso, aumentar o conhecimento e a consciência nacional da investigação clínica, tal como motivar as pessoas a serem participantes ativos no desenvolvimento da ciência médica,” explicou Laranja Pontes.

“Há cinco anos atrás o número de participantes em ensaios clínicos era menos de metade, o que significa que estamos a fazer o caminho certo neste campo,” acrescentou José Dinis, Coordenador da Unidade de Investigação Clínica do IPO-Porto.

O “Dia da Esperança” é celebrado no IPO-Porto desde 2015 e, pela importância do tema, no ano passado, foi entregue uma petição na Assembleia da República com cerca de sete mil assinaturas para implementação do Dia Nacional da Esperança. Esta petição obteve parecer positivo, em unanimidade, na sessão plenária de 31 de janeiro de 2019. Neste momento já existe um projeto de resolução, subscrito pelos deputados do PS, PSD, CDS/PP e BE, que está apenas à espera de aprovação para ser promulgado em Diário da República.

O IPO-Porto lembrou que a sua iniciativa conta com o apoio da Roche Farmacêutica.

Para enviar uma sugestão, por favor faça ou .

Deixe um comentário

Ainda sem comentários!