João Sá distinguido com Prémio de Medicina Interna

João Sá, especialista em Medicina Interna e Cuidados Intensivos, foi distinguido durante o 25º Congresso Nacional de Medicina Interna com o Prémio de Medicina Interna. João Sá possui cerca de 40 anos de atividade dedicados à medicina.

0
João Sá distinguido com Prémio de Medicina Interna
João Sá distinguido com Prémio de Medicina Interna. Foto: DR

A Sociedade Portuguesa de Medicina Interna (SPMI) distinguiu com o Prémio de Medicina Interna o médico João Sá, especialista com cerca de 40 anos de atividade nesta área. O prémio foi atribuído no 25º Congresso Nacional de Medicina Interna, que decorre até 26 de maio de 2019, no Centro de Congressos do Algarve, envolvendo mais de dois mil participantes.

A homenagem a João Sá, “foi aceite por unanimidade e com aclamação por parte da direção da Sociedade, uma vez que o Dr. João Sá tem demonstrado, ao longo dos anos, ser um profissional de prestígio com uma contribuição bastante significativa no crescimento da especialidade de Medicina Interna, quer através do desempenho das suas funções enquanto especialista nesta área, bem como na Medicina Intensiva, quer enquanto membro ativo de diversos projetos, investigações e organizações focadas na especialidade”, referiu João Araújo Correia, internista e presidente da SPMI,

O presidente da SPMI acrescentou: “O Prémio de Medicina Interna foi uma ideia que surgiu há cerca de quatro anos, com o objetivo de distinguir um especialista que representasse aquilo que se considera ser o modelo ideal de internista, isto é, alguém que esteja no ativo e que pudesse ser reconhecido pelos colegas mais novos como uma referência pelo trabalho de excelência realizado na área da Medicina, em particular da Medicina Interna”.

João Sá é licenciado em Medicina e Cirurgia pela Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa, e tem centrado a sua atividade nas áreas da Medicina Interna e Cuidados Intensivos. Já foi diretor do Serviço de Medicina do Hospital de São José, em Lisboa, presidente do Colégio de Especialidade de Medicina Interna na Ordem dos Médicos e presidente da Sociedade Portuguesa de Cuidados Intensivos. Atualmente é diretor do Departamento de Medicina e diretor clínico adjunto do Hospital da Luz, em Lisboa, assumindo também o cargo de editor-chefe da Revista de Medicina Interna.

O Congresso tem vindo permitir a apresentação de comunicações orais e casos clínicos, bem como com uma conferência sobre livros médicos do Renascimento. A inteligência artificial, novas especialidades médicas, a diabetes tipo 2 e o fígado gordo são também temas debatidos.

Para enviar uma sugestão, por favor faça ou .

Deixe um comentário

Ainda sem comentários!