Jorge Prado e Jeffrey Herlings vencem em Águeda no MXGP Portugal 2018

Jorge Prado, espanhol, e Jeffrey Herlings, holandês, dominaram hoje ambas as corridas das suas classes no Crossódromo Internacional de Águeda, no MXGP Portugal 2018. Ambos tinham já vencido no norte de Itália a quarta ronda do campeonato do mundo MXGP.

0
Jeffrey Herlings vence em Águeda
Jeffrey Herlings vence em Águeda. Foto: DR

Na 21ª visita do MXGP ao Crossódromo Internacional de Águeda os dois pilotos da KTM voltaram a ‘pintar’ de laranja os lugares mais altos dos pódios finais após dois dias de competição onde cerca de 21.000 espectadores assistiram às duas jornadas desta grande festa do motocross.

Após ter ganho a corrida de qualificação realizada ontem Jeffrey Herlings dominou ambas as mangas de hoje liderando a totalidade das voltas realizadas aos 1700 metros do traçado, 16 na primeira manga e 17 na segunda.

Uma dupla vitória sempre na frente de António Cairoli, de novo o segundo em ambas as corridas para perder mais seis pontos em termos de campeonato nas contas finais, sendo agora 16, os pontos que separam ambos os pilotos, igualando Jeffrey Herlings as cinco vitórias de Cairoli na classe maior na pista portuguesa.

Na primeira manga Tim Gajser conseguiu o seu primeiro pódio do ano ao ser terceiro, uma posição ocupada por Clement Desalle na segunda corrida, que depois foi forçado a abandonar devido a um problema na moto. Situação semelhante aconteceu com Gautier Paulin na segunda manga, forçando o gaulês a abandonar.

Paulo Alberto conseguir o 19º lugar na primeira corrida. Na última do dia o piloto de Leiria era 14º quando foi forçado a abandonar devido a um inesperado problema na direção da moto. Rui Gonçalves foi 26º na primeira corrida e 22º na última.

A estreia de Jorge Prado em Portugal

Ao vencer ambas as mangas da prova do mundial MX2 realizadas hoje em Águeda o espanhol Jorge Prado tornou-se no primeiro espanhol a vencer no Crossódromo Internacional de Águeda em 21 anos de MXGP.

O piloto galego dominou o fim-de-semana pois, não só venceu a corrida de qualificação realizada, no dia 14 de abril, como voltou a ‘causar estragos’ nas duas corridas de domingo, dia 15 de abril, ao liderar a totalidade das voltas de ambas as mangas depois de assinar igualmente os melhores arranques, deixando Pauls Jonass reduzido a 14 pontos após a conquista alcançada na exigente pista de Águeda.

Jorge Prado vencer no Crossódromo Internacional de Águeda
Jorge Prado vencer no Crossódromo Internacional de Águeda. Foto: DR

Pauls Jonass, campeão do mundo em título, foi segundo na primeira manga, mas na derradeira não teve argumentos para os seus adversários mais diretos e terminou as 17 voltas em sétimo lugar, com Jorge Prado Prado a ser secundado por Thomas Kjer Olsen e Ben Watson, neste caso separados por apenas 172 milésimas de segundo após um ‘forcing’ final do britânico que por pouco não surpreendeu o dinamarquês.

O pódio foi fechado com Jed Beaton depois do australiano ter sido terceiro na primeira corrida e quarto na derradeira, deixando assim Watson em quarto na frente de Pauls Jonass, que em apenas um dia perdeu 14 pontos para o rival Jorge Prado, de Lugo, Galiza.

A organização Agueda Action Club mereceu o reconhecimento por parte de pilotos, equipas e promotor face às exigentes condições climatéricas que antecederam a prova e onde foi igualmente presença de destaque Miguel Oliveira, convidado do Actib e que mais uma vez foi fortemente acarinhado pelo muito público que esteve naquela que é considerada como uma das melhores pistas do campeonato do mundo. O MXGP vai regressar em 2019.

Para enviar uma sugestão, por favor faça ou .

Deixe um comentário

Ainda sem comentários!