Jornadas INTERACT reúne na UTAD investigadores e empresários

Na Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro é debatida a importância da investigação face aos desafios do setor agrário do Norte do país. Nas Jornadas INTERACT é divulgada a investigação realizada nos três anos do projeto.

0
Jornadas INTERACT reúne na UTAD investigadores e empresários
Jornadas INTERACT reúne na UTAD investigadores e empresários

A quarta edição das Jornadas INTERACT, promovida pelo projeto científico INTERACT – “Integrative Research in Environment, Agro-Chains and Technology”, decorre no próximo dia 10 de abril e envolve os principais stakeholders e investigadores.

As Jornadas INTERACT são constituídas por três mesas redondas e traduzem o principal momento de todo o projeto desenvolvido na Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD). O objetivo das jornadas é divulgar a investigação realizada ao longo dos três anos do projeto junto de instituições públicas regionais e nacionais e dos parceiros estratégicos para os diversos setores.

Na fase final do projeto “a divulgação dos resultados obtidos e a interação com os empresários e agentes passa a constituir uma prioridade”, referiu Rui Cortes, coordenador do projeto, e acrescentou que as quartas Jornadas são uma “ótima ocasião para debater a importância da investigação face aos desafios que se colocam ao setor agrário no Norte do país”, pois “não basta fazer excelente investigação: é preciso que seja conhecida e aplicada”.

Programa das jornadas

Do programa, constam intervenções de vários oradores externos para debater os “Desafios para o Mundo Rural em Trás-os-Montes e Alto Douro”. Os debates vão ter centrar-se no tema que definiu a linha de investigação do projeto INTERACT.

Sustentabilidade Ambiental e Alterações Climáticas” é o tema da primeira mesa-redonda, e envolve a participação de Marcelo Fragoso, docente na Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa e Pedro Beja, docente do CIBIO-inBio da Universidade do Porto que vão incidir sobre “a manutenção da sustentabilidade dos ecossistemas” ao mesmo tempo que se tenta lidar com “desafios futuros” como as alterações climáticas.

Bioprodutos e Inovação Tecnológica” é o tema da segunda mesa redonda que vai contar com Francisco Pavão, presidente da Associação dos Produtores em Proteção Integrada de Trás-os-Montes e Alto Douro, João Roquette, diretor executivo da Herdade do Esporão e Rui Soares, engenheiro na Real Companhia Velha. Os participantes centram-se “no incremento tecnológico da região” através de novos produtos.

Desertificação Rural e Coesão Territorial” é o tema da última mesa redonda das jornadas e conta com Eduardo Oliveira e Sousa, presidente da Confederação dos Agricultores de Portugal; e Helena Freitas, docente na Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra e coordenadora da Unidade de Missão para a Valorização do Interior.

As quartas Jornadas INTERACT vão contar ainda com uma sessão da apresentação dos resultados de todo o projeto envolvendo os responsáveis das linhas de investigação, os docentes Fernando Pacheco, Henrique Trindade e José Moutinho Pereira, e, ainda, a presença do Vice-Reitor da UTAD para área de Investigação e Inovação, Emídio Gomes.

O projeto científico INTERACT da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, teve financiamento do Programa Operacional NORTE 2020, integrante do acordo Portugal 2020, e por fundos FEDER da União Europeia, num montante de 4,1 milhões de euros. As três linhas de investigação: BEST; ISAC e VITALITYWINE envolveram mais de 80 investigadores e 30 bolseiros.

Para enviar uma sugestão, por favor faça ou .

Deixe um comentário

Ainda sem comentários!