Leituras no Mosteiro explora sonhos destruídos e o tráfico sexual

Leituras do Mosteiro decorrem com sessão no dia 15 de outubro. A leitura é a partir de texto dramático de Lucy Kirkwood, e conta com a presença dos convidados Jorge Louraço Figueira e Ricardo Correia.

0
Leituras no Mosteiro explora sonhos destruídos e o tráfico sexual
Leituras no Mosteiro explora sonhos destruídos e o tráfico sexual. Foto: DR

A próxima sessão das Leituras no Mosteiro vai centrar-se em “Senti um Vazio”, da autoria de Lucy Kirkwood. A sessão dá continuidade à leitura e análise de obras que integram a EURODRAM – uma rede informal que promove a tradução, circulação e divulgação de textos dramáticos contemporâneos.

A sessão, de entrada gratuita, realiza-se no dia 15 de outubro, às 21h00, no Centro de Documentação do Teatro Nacional São João (TNSJ), localizado no Mosteiro de São Bento da Vitória, e tem coordenação de Paula Braga e Nuno M Cardoso.

Diana, uma rapariga vítima de tráfico humano, é a personagem principal do texto de Kirkwood, que explora a ideia dos sonhos, particularmente dos que são destruídos e da esperança de um futuro melhor que nunca chega. O texto, premiado com o John Whiting Award, resulta da recolha de testemunhos de mulheres vítimas de tráfico sexual e que se encontravam em centros de detenção, num processo que teve a duração de dois anos.

Na sessão para acompanhar a leitura do texto está também Jorge Louraço Figueira, que realizou a tradução deste texto, e Ricardo Correia, que o levou pela primeira vez a palco em 2011, na Casa da Esquina.

O Centro de Documentação do TNSJ onde se realiza a sessão “Leituras no Mosteiro” foi fundado no ano 2000. O espaço integra um Arquivo, um núcleo essencial para os investigadores dos campos cénicos e para a preservação de documentos como registos vídeos de espetáculos, textos de teatro, dossiês fotográficos ou materiais promocionais das peças do TNSJ.

O Centro está localizado no Mosteiro de São Bento da Vitória, e inclui ainda uma Biblioteca, que é considerada a melhor em Portugal no que toca às artes performativas. Disponibiliza gratuitamente a consulta de cinco mil livros, além de compilar vídeos, filmes e documentários sobre teatro e dança, óperas dirigidas por encenadores relevantes, e ficheiros de teatro radiofónico.

O Centro de Documentação está aberto ao público de segunda a sexta-feira, entre as 14h30 e as 18h00.

Para enviar uma sugestão, por favor faça ou .

Deixe um comentário

Ainda sem comentários!