Ler mais e escrever é o Plano Municipal de Leitura de Matosinhos

Escrita criativa e comunidade de leitores são iniciativas do novo ciclo do Plano Municipal de Leitura de Matosinhos. O objetivo é promover e disseminar os hábitos de leitura. Alexandre Marques Rodrigues e Miguel Miranda orientam as atividades.

0
Ler mais e escrever é o Plano Municipal de Leitura de Matosinhos
Ler mais e escrever é o Plano Municipal de Leitura de Matosinhos. Escritor e médico Miguel Miranda anima comunidade de leitores. Foto: DR

Teve início hoje um novo ciclo do Plano Municipal de Leitura de Matosinhos. Um Plano concebido para promover e disseminar os hábitos de leitura entre os matosinhenses de todas as faixas etárias e extratos sociais.

O novo ciclo de atividades, arrancou com um workshop de escrita criativa a cargo do escritor brasileiro Alexandre Marques Rodrigues na Biblioteca Municipal Florbela Espanca.

O workshop destinado a pessoas com mais de 18 anos de idade, está pensado para fomentar a escrita e a leitura de obras ficcionais, experimentar técnicas narrativas, explorar a criatividade, desenvolver habilidades de escrita e propor a reflexão estética.

A atividade assenta no explorar a narrativa ficcional a partir de vivências pessoais, e assim, parte de um conjunto de exemplos literários para levar os participantes a produzir pequenas ficções. Do plano de estudos fazem parte autores como Orhan Pamuk, Anton Tchekhov, Ricardo Piglia, Ivan Gontcharov, Mario Benedetti, James Wood, Orhan Pamuk, Milan Kundera, Julio Cortázar, Alejandro Zambra, J. M. Coetzee, Liev Tolstoi e Gabriel García Márquez.

O workshop decorre todos os sábados de março, e a inscrição para esta atividade pode ser feita através do link https://goo.gl/forms/bNoSOJDGBbxhn2Fg1.

No dia 19 de março começa também uma nova comunidade de leitores, orientada desta vez pelo escritor e médico Miguel Miranda, que sucede a Valter Hugo Mãe na tarefa de conduzir a leitura dos participantes na nova comunidade de leitores.

Neste caso, parte das diversas representações da doença na literatura, para refletir sobre este lado obscuro do indivíduo ou da sociedade. Uma atividade onde é proposta a leitura de cinco livros: “A Febre das Almas Sensíveis”, de Isabel Rio Novo, “Autismo”, de Valério Romão, “O Mal de Montano”, de Enrique Vila-Matas, “Ensaio sobre a Cegueira”, de José Saramago, e “Na Memória dos Rouxinóis”, de Filipa Martins.

As inscrições podem ser feitas pelo link https://goo.gl/forms/Z1C73ncFNX95j8hO2.

Para enviar uma sugestão, por favor faça ou .

Deixe um comentário

Ainda sem comentários!