Lisboa Capital Ibero-Americana da Cultura 2017 encerra com concerto

Concerto no Capitólio, a 16 de dezembro, encerra a programação de ‘Passado e Presente – Lisboa, Capital Ibero-americana de Cultura 2017’, com entrada gratuita.

0
Capitólio
Capitólio. Foto: DR

Música do sul, Costa Rica, Colômbia e de Angola, fazem parte do programa do concerto de encerramento de Lisboa, Capital Ibero-americana de Cultura 2017. O concerto tem lugar no Capitólio, no dia 16 de dezembro, às 21h00.

Lisboa, Capital Ibero-americana de Cultura 2017 é uma iniciativa da União das Cidades Capitais Ibero-Americanas (UCCI) e da Câmara Municipal de Lisboa. Para 2018, a UCCI elegeu La Paz, na Bolívia, como próxima Capital ibero-americana de Cultura 2018.

O concerto de entrada gratuita, mas sujeito a bilhete de ingresso, até ao limite da lotação da sala conta com a participação de artistas da Costa Rica, Colômbia, e de Angola.

Probus Ensamble
Probus Ensamble. Foto: DR

Da Costa Rica chega o Probus Ensamble, o quarteto de cordas a que se soma um extraordinário ingrediente vocal, escreveu o crítico musical Alberto Zuñiga: “O PROBUS é uma experiência sensorial intensa que resulta de um compromisso invulgar com o rigor da técnica que servida por uma execução instrumental invulgar permite uma liberdade interpretativa que é determinante para essa sensorialidade que o qualifica”. Uma música que possuiu uma metamorfose inspirada na tropicalidade.

Maria Mulata
Maria Mulata. Foto: DR

Da Colômbia a voz de Maria Mulata, cantora e compositora, nasceu numa aldeia dos Andes colombianos, numa família em que a música fazia parte do quotidiano. Com formação musical como cantora lírica, acabaria por se dedicar à recolha das contribuições dos cantos e ritmos dos afrodescendentes para a cultura deste país do café. Tornou-se a grande representante desta herança musical, acabando por adotar como nome artístico Maria Mulata, o nome de uma das aves emblemáticas da costa caribenha colombiana.

Dj-Maboku
Dj-Maboku. Foto: DR

De Angola os sons são de Dj-Maboku, um dos protagonistas de uma revolução musical às portas de Lisboa. Nascido em Angola mas desde criança a viver no Bairro do Pendão, em Queluz, Maboku é um DJ exímio cujo estilo de mistura ao vivo já chegou às mais conhecidas revistas internacionais de música e a várias capitais europeias, como Estocolmo, Amesterdão ou Londres.

 

Os bilhetes podem ser levantados no dia 16 de dezembro, das 13h00 às 19h00, na bilheteira do cinema São Jorge, estando limitados a um máximo de dois bilhetes por pessoa.

Para enviar uma sugestão, por favor faça ou .

Deixe um comentário

Ainda sem comentários!