Lisboa festejou aniversário do nascimento de Buda

Festival de Vesak (maio, em sânscrito) realizou-se no domingo, 7 de maio, em Lisboa, junto ao Terreiro do Paço. Com o Vesak celebrou-se o nascimento, iluminação e a morte de Buda (Sidharta Gautama Buda).

0
9
Partilhas
estival Vesak em Lisboa
Festival Vesak em Lisboa. Foto: Rosa Pinto

O Festival de Vesak de celebração do nascimento de Buda começou com o banho de Buda, uma cerimónia que simboliza a purificação do espirito através da água. Com uma colher a pessoa coloca água sobre pequena estátua do príncipe Sidharta, dando-lhe banho, e ora para se livrar de impurezas como o ódio, a ignorância e a ganância, impurezas de espirito e do corpo, mas também por um mundo pacífico, em que todos possam viver em paz.

O festival Vesak foi sobretudo o encontro de diversas comunidades que em Portugal, e sobretudo em Lisboa, convivem e vivem a sua fé religiosa. João Carlos Afonso, vereador do pelouro dos direitos sociais da Câmara Municipal de Lisboa (CML), escreveu na mensagem sobre o Vesak que o apoio da CML à organização do festival se insere nas políticas de promoção do ‘Diálogo Inter-religioso’ e por contribuir para “a compreensão do outro e a tolerância religiosa, contrariando os preocupantes sinais associados que ocorrem por todo o mundo”.

Durante a tarde de domingo foi programa do Vesak foi cheio de música e canções, como música de Mozart, música tradicional portuguesa, melodias budistas, coro da comunidade chinesa e danças, entre muitas outras manifestações culturais, e terminou com a Orquestra Juventude Fo-Guang de Viena a interpretar ‘Harmonize’ pelo mestre Hsing Yun.

Das diversas comunidades religiosas que estiveram presentes e que intervieram na oração pela Paz Mundial constam a União Budista, a Hindu, a Igreja Católica Apostólica (Patriarcado de Lisboa), a Islâmica, a Bahá’í, e a Associação Internacional Buddha’s Light de Lisboa.

Deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar!

wpDiscuz