Lisboa organiza conferência Velo-city 2021

Em 2021 Lisboa vai ser Capital Europeia da Bicicleta. A decisão da European Cyclists’ Federation vai trazer a Lisboa cerca de 2.000 pessoas, de mais de 60 países, sobretudo urbanistas, engenheiros e arquitetos, académicos e ativistas pela mobilidade sustentável.

0
Lisboa organiza conferência Velo-city 2021
Lisboa organiza conferência Velo-city 2021. Foto: © Rosa Pinto

Lisboa foi escolhida pela European Cyclists’ Federation – ECF para organizar, em 2021, a conferência de mobilidade urbana Velo-city. O acordo de colaboração para a efetivação da conferência foi assinado hoje entre a Câmara Municipal de Lisboa, a EMEL, e a ECF.

Miguel Gaspar, vereador da Mobilidade e Segurança, referiu que será “uma oportunidade para renovar o compromisso de Lisboa com a bicicleta, transformando o espaço público e construindo infraestruturas que irão tornar a cidade cada vez mais ciclável”, e indicou que até 2021, a rede de ciclovias deverá crescer dos atuais 100 km atuais para o dobro.

Márcio Deslandes, diretor da Velo-City, que visitou Lisboa, pela primeira vez, em 2015, e agora em novembro de 2018, referiu que houve em Lisboa uma “enorme evolução em apenas três anos”, em desenvolvimento sustentável.

Lisboa foi finalista em conjunto com as candidaturas de Ljubljana, na Eslovénia, e a cidade espanhola de Valência, tendo a proposta de Lisboa se destacado pelo forte compromisso político local e nacional, mas também pelo envolvimento na candidatura da indústria da bicicleta nacional, dado que Portugal é o terceiro maior produtor europeu, e da Academia.

A Câmara Municipal de Lisboa considera que este é também um reconhecimento internacional do trabalho da autarquia de Lisboa “na promoção dos modos ativos e do transporte coletivo e um incentivo a prosseguir a estratégia definida neste âmbito até 2021.”

Atualmente há mais de 90 quilómetros de rede ciclável em Lisboa e a autarquia prevê chegar aos 200 Km de rede até 2021. A rede de bicicletas partilhadas Gira, gerida pela EMEL, ultrapassou a marca de um milhão de viagens em menos de um ano, estando em preparação a expansão do sistema a novas áreas da cidade.

Conferências reúnem especialistas de 60 países

As conferências Velo-city surgiram pela primeira vez na cidade alemã de Bremen, em 1980. Desde então, percorreram cidades como Copenhaga, Bruxelas ou Barcelona. Depois de Dublin, este ano, e da Cidade do México em 2020, e reúnem, anualmente, cerca de 2.000 pessoas, de mais de 60 países, sobretudo urbanistas, engenheiros e arquitetos, mas também académicos, estudantes e ativistas pela mobilidade sustentável. Em 2021 Lisboa será Capital Europeia da Bicicleta.

Para enviar uma sugestão, por favor faça ou .

Deixe um comentário

Ainda sem comentários!