Mais de 30% das unidades de investigação classificadas de excelente

Das 336 unidades de Investigação e Desenvolvimento em Portugal avaliadas por peritos internacionais 103 foram classificadas de excelente. Estas contam um financiamento do Programa Plurianual, para 2020 a 2023, superior a 112 milhões de euros.

0
Laboratório
Laboratório. Foto: DR

Uma avaliação internacional de 336 Unidades de Investigação e Desenvolvimento (I&D) em Portugal, realizada por 224 avaliadores internacionais, que envolveu visitas a todas as unidades, classificou 64% das Unidades de Excelente ou Muito Bom, destas mais de 30% têm classificação de excelente. Estas envolvem 78% dos investigadores integrados em todas as Unidades de I&D

O Programa Plurianual das Unidades de I&D prevê um financiamento das Unidades no montante de 420 milhões de euros, para o período 2020-2023, acrescido da atribuição de 1.600 novas bolsas de doutoramento que correspondem a um investimento total adicional de 106 milhões de euros.

O processo de avaliação plurianual de 31 dos 32 painéis, nos quais foram organizadas as Unidades de I&D, já está completo e já é conhecido. Os resultados da avaliação “mostram um elevado nível científico e tecnológico, tendo os Painéis de Avaliação identificado em muitas das Unidades de I&D contribuições significativas para o avanço do conhecimento e a sua aplicação aos melhores níveis internacionais”.

Para avaliação candidataram-se 348 unidades de I&D, sendo 62 novas unidades, incluindo 4 unidades que resultaram de fusões de unidades existentes. Na totalidade, as Unidades de I&D integram 19.418 investigadores.

A classificação das Unidades foi a seguinte: Excelente 31%; Muito Bom 33%; Bom 24%; Fraco 11% e Insuficiente 1%. Os investigadores integrados distribuem-se pelas Unidades de I&D segundo a classificação do seguinte modo: Excelente 43%, Muito Bom 35%, Bom 17%, Fraco 5% e Insuficiente 0,2%.

Tendo por base os resultados da avaliação, a Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT) vai atribuir a todas as Unidades de I&D classificadas com Excelente, Muito Bom e Bom um financiamento de 420 milhões de euros para o período 2020 a 2023, e um total de 1600 novas bolsas de doutoramento que correspondem a um investimento total de 106 milhões de euros.

A avaliação foi realizada por 224 avaliadores internacionais, distribuídos por 32 painéis. Os avaliadores foram selecionados entre peritos internacionais de elevada competência e experiência científica, provenientes de instituições científicas e académicas de 26 países, dos quais 35% são mulheres, que analisaram as candidaturas e visitaram todas as Unidades de I&D. Cada Painel de Avaliação visitou cada uma das Unidades candidatas a avaliação na respetiva área. Os painéis contaram ainda com o apoio de 31 peritos externos, de 12 países.

O processo de avaliação, complexo e com uma logística exigente, foi conduzido pela FCT, cujos técnicos acompanharam os avaliadores em todas as fases, nomeadamente nas visitas efetuadas às Unidades de I&D. As Unidades de I&D, que constituem um dos principais elementos estruturantes do Sistema Científico e Tecnológico Nacional, inserem-se em Universidades e Institutos Politécnicos ou são instituições privadas sem fins lucrativos.

As Unidades de I&D são financiadas pela FCT após uma avaliação externa independente e internacional, que se realiza periodicamente. Para a presente avaliação, as Unidades de I&D candidataram-se com a apresentação de um relatório de atividades dos últimos 5 anos, da equipa de investigadores e do plano para os próximos 5 anos.

Os resultados detalhados da avaliação, incluindo os relatórios de avaliação de cada Unidade e a lista conjunta para todas as Unidades, podem ser consultados no website da FCT. Os resultados das avaliações às Unidades de I&D incluídas no painel de Gestão vão ser divulgados em outubro.

Para enviar uma sugestão, por favor faça ou .

Deixe um comentário

Ainda sem comentários!