Marcha pela Ciência conta com Comissário europeu Carlos Moedas

Cientistas em Marcha pela Ciência em Lisboa defendem uma carreira, divulgação aberta dos resultados científicos, uma maior relação com os não cientistas e um financiamento que promova o desenvolvimento. Comissário europeu Carlos Moedas participa na Marcha.

0
12
Partilhas
Cientista em Laboratório
Cientista em Laboratório. Foto: TVEuropa

Carlos Moedas, Comissário europeu responsável pela Investigação, Ciência e Inovação, participa na Marcha pela Ciência, em Lisboa, dia 22 de abril, sábado. A Marcha tem início pelas 14h00 no Largo de São Mamede, seguindo-se um comício no Largo do Carmo.

A Marcha pela Ciência é organizada por um grupo de cientistas de diversas áreas da ciência que têm como objetivo uma maior visibilidade da ciência junto do grande público e angariar apoio para muitas das revindicações que vem defendendo.

Nesta manifestação os cientistas defender que:

a ciência deve ser financiada enquanto veículo de promoção e desenvolvimento do bem-comum

a carreira científica deve ser uma opção para qualquer pessoa apaixonada pela descoberta;

deve ser permitida aos cientistas, tanto no sector público como no privado, a comunicação livre dos seus resultados, sem qualquer distorção ou medo de represálias;

uma relação aberta entre os laboratórios e a sociedade com os cientistas a interagir de maneira eficaz com as comunidades;

uma união entre cientistas e não-cientistas, numa união baseada na diversidade e independente de partidos políticos.

A Marcha termina num comício no Largo do Carmo, onde Carlos Moedas fará uma intervenção, pelas 15h00, bem como outros oradores que discursarão sobre a Ciência e a sua importância na Sociedade, em linha com os objetivos e princípios defendidos por esta iniciativa, de forma a maximizar uma mensagem positiva, num discurso aberto e inclusivo.

O dia terminará com a Festa da Ciência em vários pontos do Chiado, a partir das 16h00.

Com esta Marcha, os organizadores pretendem humanizar a ciência, apoiar os cientistas, defender uma ciência aberta, inclusiva e acessível a todos, estimular uma relação de proximidade entre laboratórios e a sociedade, bem como afirmar a ciência enquanto valor democrático.

Mais informação sobre a Marcha pela Ciência em: http://marchapelaciencia.pt/missao/

Deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar!

wpDiscuz