Mecachrome Aeronáutica cria 300 postos de trabalho em Évora com apoio da UE

Évora passa a dispor de uma unidade de produção de peças em titânio para motores de aeronaves. A nova fábrica da Mecachrome Aeronáutica, que vai criar 300 postos de trabalho, recebeu apoio de 40 milhões de euros do Plano Juncker.

0
1
Partilhas
Motores de aeronaves
Motores de aeronaves. Foto: Rosa Pinto

A Mecachrome Aeronáutica recebeu apoio de 40 milhões de euros do Plano de Investimento para a Europa, conhecido como Plano Juncker, para a nova fábrica de produção de peças em titânio para motores de aeronaves, que foi hoje inaugurada em Évora. A nova fábrica irá criar 300 novos postos de trabalho em Portugal.

O financiamento da Mecachrome Aeronáutica através Banco Europeu de Investimento (BEI) foi feito ao abrigo do Fundo Europeu para Investimentos Estratégicos, e tem como objetivo apoiar a modernização e expansão das capacidades de produção de componentes avançados para motores de aeronaves e aeroestruturas.

No contrato de financiamento com o BEI a empresa comprometeu-se a criar um programa de formação de trabalhadores de forma a disseminar o conhecimento desta nova tecnologia de ponta.

Carlos Moedas, Comissário europeu para a Investigação, Ciência e Inovação, afirmou: “Com este empréstimo de 40 milhões de euros, o Plano de Investimento para a Europa está mais uma vez a apoiar um projeto inovador em Portugal. Utilizando tecnologia de vanguarda, a nova fábrica ecológica de Évora criará 300 postos de trabalho permanentes em Portugal e será um dos principais fabricantes de peças em titânio para motores de aeronaves na Europa.”

O Comissário concluiu: “Orgulho-me que Portugal esteja a aproveitar ao máximo o Plano Juncker: dos 28 Estados-Membros, é agora o segundo país com o maior volume de investimento total mobilizado em relação ao PIB.”

A nova unidade da Mecachrome, em Évora, também representa uma aposta na economia verde, pois as novas tecnologias vão permitir reduzir o consumo de papel e a produção de resíduos, e facilitar os processos de reciclagem e reduzir as necessidades de transporte. A construção de aerogeradores mais eficientes, também vai contribuir para reduzir o peso dos aviões e, por consequência reduzir o consumo de combustível.

Os empreendedores portugueses, bem como todos os empreendedores dos outros Estados-membros da União Europeia, têm acesso a financiamento do em condições vantajosas, no que diz respeito à duração do empréstimo e às taxas de juros, para investimentos estratégicos de desenvolvimento que gerem emprego, como é o que se espera da Mecachrome Aeronáutica.

Deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar!

wpDiscuz