Medicamentos falsificados em debate no XII Encontro Holon

Por ano, 1% dos medicamentos vendidos são falsificados, o que representa 200 mil milhões de dólares. Farmacêuticos e técnicos das Farmácias Holon reúnem para debater a legislação europeia sobre medicamentos falsificados.

0
Farmácia
Farmácia. Foto: © Rosa Pinto

O XII Encontro Holon que decorre Tróia, dia 18 e 19 de maio, reúne farmacêuticos e técnicos das Farmácias Holon de todo o país, sob o mote “COME TOGETHER”. A Conferência ‘Diretiva dos Medicamentos Falsificados e Serialização’ vai debater a legislação que impede que os medicamentos sujeitos a receita médica falsificados entrem na cadeia de abastecimento. Uma medida que permite garantir uma maior proteção dos cidadãos.

Nuno Machado, diretor-geral das Farmácias Holon, referiu: “Sabemos que 1% dos medicamentos vendidos nos mercados desenvolvidos são falsificados, o que representa 200 mil milhões de dólares americanos por ano”.

“Os farmacêuticos acrescentam valor aos cuidados de saúde prestados. Para isso, é necessário que dominem a lei e garantam a segurança das pessoas” acrescentou o responsável das Farmácias Holon, e reforçou: “Todos os dias procuramos que as farmácias Holon evoluam de um espaço centrado na logística de entrega do medicamento, para um conceito de saúde, onde seguimos os nossos utentes, avaliando a melhoria da sua qualidade de vida”.

A Conferência ‘Diretiva dos Medicamentos Falsificados e Serialização’, moderada por Paulo Silva, Diretor da Farmácia Distribuição, conta com oradores reconhecidas pelo seu inegável contributo enquanto profissionais e cidadãos:

Maria Fernanda Ralha, Diretora da Direção de Inspeção e Licenciamento – INFARMED

Laura Ribeiro, Diretora de Qualidade e Assuntos Regulamentares – OCP

Rita Silva, Diretora de Assuntos Regulamentares – TEVA

Medicamentos falsificados em debate no XII Encontro Holon
Medicamentos falsificados em debate no XII Encontro Holon
Para enviar uma sugestão, por favor faça ou .

Deixe um comentário

Ainda sem comentários!