Médicos dentistas aguardam indicação para receber a vacina COVID-19

Ordem dos Médicos Dentistas pretende saber quando os médicos dentistas vão ser vacinados. Dentistas defendem que os auxiliares e assistentes dentários, bem como higienistas orais, devem também, receber a vacina na primeira fase de vacinação.

0
Médicos dentistas aguardam indicação para receber a vacina COVID-19
Médicos dentistas aguardam indicação para receber a vacina COVID-19. Foto: © Rosa Pinto

Os médicos dentistas ainda não sabem quando vão ser vacinados contra a COVID-19. A Ordem dos Médicos Dentistas (OMD) emitiu um comunicado indicando que pretende saber como vai ser feita no terreno a vacinação dos profissionais da medicina dentária.

A OMD indica no comunicado que considera também que é importante incluir auxiliares e assistentes dentárias, bem como higienistas orais, na primeira fase de vacinação, dado o trabalho de proximidade que todos desenvolvem junto dos doentes.

Os médicos dentistas são profissionais de saúde que estão sujeitos a um grande risco de serem infetados pelo novo coronavírus devido à proximidade com as pessoas que recorrem ao serviço da medicina dentária e por isso fazem parte da primeira fase do Plano Nacional de Vacinação Contra a COVID-19, que já arrancou.

A OMD indica que de acordo com o seu levantamento há perto de 8 mil médicos dentistas que manifestaram interesse em serem vacinados. No entanto, mas ainda não sabe como vai ser operacionalizada a vacinação no terreno.

Miguel Pavão, bastonário da OMD, referiu: “É uma situação inédita pois nunca se fez a vacinação dos profissionais de saúde que trabalham no setor privado desta forma. Os médicos dentistas foram muito expostos nesta pandemia e tem toda a lógica que integrem a primeira fase de vacinação” e assim, “queremos agora garantir a rápida e eficaz operacionalização do plano” de vacinação.

O bastonário da OMD alerta ainda para “a situação dos médicos dentistas que trabalham no Serviço Nacional de Saúde através de contratação de empresas e que não estão a ser vacinados por falta de orientações das Administrações Regionais de Saúde, o que é verdadeiramente lamentável e deixa evidente a fragilidade deste modelo escolhido de integração de médicos dentistas no SNS.”

Para enviar uma sugestão, por favor faça ou .

Deixe um comentário

Ainda sem comentários!