Médicos especialistas debatem saúde dos pés, no Porto

Mais de 300 profissionais debatem problemas dos pés, na 13ª edição do Congresso Nacional de Podologia, que decorre de 25 e 26 de maio, na Fundação Cupertino de Miranda, no Porto.

0
Médicos especialistas debatem saúde dos pés, no Porto
Médicos especialistas debatem saúde dos pés, no Porto. Foto: TVEuropa

A maioria dos portugueses subvaloriza a saúde dos pés, embora 85% das pessoas com idade superior a 35 anos apresente alguma alteração e patologia nos pés. Para debater e sensibilizar a população em geral para a importância de vigiar a saúde dos pés, a Associação Portuguesa de Podologia (APP) realiza o Congresso Nacional de Podologia.

O Congresso, que vai na 13ª edição, decorre de 25 a 26 de maio, na Fundação Cupertino de Miranda, no Porto, e reúne mais de 300 profissionais. O encontro tem o patrocínio científico da Cooperativa Superior de Ensino Politécnico Universitário (CESPU), Universidade de Barcelona e do Health Universitat de Barcelona Campus e o apoio institucional do Conselho Geral dos Colégios Oficiais de Podologistas de Espanha e do Colégio Oficial de Podologistas da Catalunha.

O programa do congresso é direcionado para as áreas infantil, desportiva, geriátrica, clínica, cirúrgica, biomecânica, ortopédica, podoposturologia e pé diabético. O contributo dos centros de investigação do IINFACTS, 3B’s Research Group, FADEUP, CIAPP, Universidade de Barcelona, Universidade de Sevilha, Universidade de Madrid e de instituições científicas, médicas e desportivas são a garantia de uma abordagem global de todos os aspetos relacionados com a saúde do pé.

Para Manuel Portela, presidente da APP, “esta edição é a prova de que a investigação está viva e que a implementação de novas estratégias e metodologias de diagnóstico e terapêutica da especialidade são uma realidade. A diversidade de temas e a participação de conceituados conferencistas nacionais e internacionais nas áreas de medicina, biomecânica, engenharia e indústria são uma aposta da nossa Associação, para garantir aos podologistas portugueses uma formação de qualidade e interdisciplinaridade”.

Principais patologias dos pés

As calosidades, os joanetes e as onicopatias (infeções nas unhas) são as alterações mais comuns nos pés, patologias que afetam maioritariamente o sexo feminino. Após os 60 anos de idade, regista-se uma prevalência de 70% das doenças osteoarticulares nos pés. O pé diabético é a doença mais complicada, sendo a principal causa de amputação da extremidade inferior. Estima-se que 15% dos doentes diabéticos desenvolvem úlceras nos membros inferiores ao longo dos anos e que 85% das amputações são provocadas por esse tipo lesões.

Para enviar uma sugestão, por favor faça ou .

Deixe um comentário

Ainda sem comentários!