Migrantes do Sea Watch III podem vir para Portugal

Dez migrantes resgatados pelo navio Sea Watch III podem vir para Portugal. O país acolheu 86 pessoas em 2018 resgatadas por vários navios, e acaba de receber 8 refugiados oriundos do Sudão e da Síria. De 2015 a 2018 Portugal recebeu 1552 refugiados.

0
Migrantes do Sea Watch III podem vir para Portugal
Migrantes do Sea Watch III podem vir para Portugal. Edificio do ACNUR. Foto: © Rosa Pinto

Governo indica que Portugal está disponível para acolher até 10 migrantes resgatados pelo navio Sea Watch III, que se encontra em Itália com 47 migrantes a bordo. Comunicado da Ministra da Presidência e da Modernização Administrativa e do Ministro da Administração Interna indica que, em 2018, chegaram a Portugal 86 pessoas, na sequência resgates dos navios Lifeline, Aquarius I, Diciotti, Aquarius II, Sea Watch III e outras pequenas embarcações.

Para além desta disponibilidade, o Governo português indica que “continua a defender uma solução europeia integrada, estável e permanente para responder ao desafio migratório.”

O Governo indica ainda que “a par da resposta de emergência para as situações de resgate de navios, Portugal tem vindo a participar ativamente no Programa Voluntário de Reinstalação do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR), a partir do Egito e da Turquia.

No âmbito do Programa das Nações Unidas chegaram, ontem, a Portugal 8 pessoas (2 adultos e 6 menores, do Sudão do Sul e da Síria), que se juntam às 56 já acolhidas nos últimos dois meses.

Os migrantes foram acolhidos pela Cruz Vermelha Portuguesa de Coimbra e pelo Conselho Português para os Refugiados, e fazem parte de um grupo de pessoas refugiadas, candidatas à reinstalação em Portugal, que se encontrava no Egito sob proteção do ACNUR e que integraram a missão de seleção realizada por uma equipa conjunta do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) e do Alto Comissariado para as Migrações (ACM) naquele país, indica o comunicado.

O Governo indica que “nos próximos meses chegarão novos grupos de pessoas que integraram esta primeira missão de seleção”, e no seguimento, da segunda missão de seleção no Egito e uma primeira missão à Turquia, em novembro de 2018, em que o SEF e o ACM procederam a “entrevistas a cerca de 300 pessoas” e “que serão reinstaladas em Portugal.”

“Estão já previstas novas missões: em março será realizada a segunda missão à Turquia; em abril os elementos do SEF e do ACM realizam a terceira e última missão ao Egito e, em junho, uma terceira missão à Turquia”, refere o comunicado.

Portugal acolheu, de dezembro de 2015 a março de 2018, 1552 refugiados, distribuídos por 99 municípios.

Para enviar uma sugestão, por favor faça ou .

Deixe um comentário

Ainda sem comentários!