Monumentos e museus do Norte recebem Certificado de Excelência do TripAdvisor

Em 2018 foram registados 1,8 milhões os visitantes nos monumentos e museus tutelados pela Direção Regional de Cultura do Norte. Os visitantes têm vindo a manifestar, no portal online TripAdvisor, uma avaliação de excelência do património.

0
Monumentos e museus do Norte recebem Certificado de Excelência do TripAdvisor
Monumentos e museus do Norte recebem Certificado de Excelência do TripAdvisor. Sé do Porto. Foto: © Rosa Pinto

Monumentos e museus geridos pela Direção Regional de Cultura do Norte (DRCN) ultrapassou, em 2018, e pela primeira vez, os 1,8 milhões de visitantes registados. Um aumento de 37,2% em relação a 2017. Uma tendência de aumento do número de visitantes que se regista nos últimos 5 anos.

O número de visitantes desde 2014 ascende já a cerca de 6,15 milhões, em que 3,5 milhões de entradas foram no grupo museológico composto pelo Museu de Lamego, Museu dos Biscainhos e Museu D. Diogo de Sousa (Braga), Paço dos Duques e Museu de Alberto Sampaio (Guimarães), Museu da Terra de Miranda (Miranda do Douro) e Museu do Abade de Baçal (Bragança), indicou a Direção Regional de Cultura do Norte.

Em 2019 são vários os museus e monumentos tutelados pela Direção Regional de Cultura do Norte (DRCN) a receber o Certificado de Excelência do TripAdvisor 2019. Um certificado atribuído aos estabelecimentos turísticos em que os visitantes atribuem com frequência avaliações de excelência no portal online TripAdvisor.

Os Certificado de Excelência do TripAdvisor 2019 foram atribuídos ao Museu de Alberto Sampaio, Museu dos Biscainhos, Museu de Lamego, Paço dos Duques, Castelo de Guimarães, Castelo de Santa Maria da Feira, Mosteiro de Tibães, o Mosteiro de Arouca, Mosteiro e Miradouro da Serra do Pilar, Concatedral de Miranda do Douro, Sé de Braga, Sé de Lamego, Sé do Porto, Castelo de Bragança, Ponte Fortificada de Ucanha e Domus Municipalis de Bragança.

As distinções dadas pelos visitantes são também demonstrativas “da importância do dinamismo cultural para as economias locais, não só do ponto de vista turístico e civilizacional, mas também no que respeita ao incremento da atividade na restauração e alojamento” e é também resultado da ação pela DRCN de “uma série de atividades e iniciativas de promoção e divulgação dos seus museus e monumentos”.

De entre as diversas ações levadas a cabo pela DRCN destaca-se a execução de vários projetos de conservação e restauro do património edificado, com o objetivo de “assegurar a preservação e valorização dos edifícios, sempre com o objetivo de os devolver às comunidades a que pertencem”.

A DRCN mantém em curso várias atividades e projetos, um conjunto de operações no terreno que, “até 2020, vão assegurar intervenções em diferentes estruturas patrimoniais, com um investimento global de 11,5 milhões de euros, distribuído pelo território: Operação Castelos a Norte, Operação Mosteiros a Norte, Operação Rota das Catedrais a Norte, Operação Dias do Património, Operação Igreja de Santa Clara do Porto e Operação Vale do Varosa II”.

Para enviar uma sugestão, por favor faça ou .

Deixe um comentário

Ainda sem comentários!