Nokia anuncia, na Web Summit, novo Centro de Excelência em TI, em Portugal

Nokia anuncia novo Centro de Excelência em Tecnologias de Informação e pretende recrutar mais de 100 engenheiros de informática em Portugal. O novo Centro deverá dar resposta, entre outras necessidades, aos novos desafios colocados pelas redes 5G.

0
Nokia anuncia, na Web Summit, novo Centro de Excelência em TI, em Portugal
Nokia anuncia, na Web Summit, novo Centro de Excelência em TI, em Portugal. Foto: © Rosa Pinto

A Nokia anunciou na Web Summit que planeia abrir um novo Centro de Excelência em Tecnologias de Informação, e contratar mais de 100 especialistas em Informática. O trabalho do centro é acelerar a evolução e a adoção da tecnologia digital da Nokia.

Em comunicado a Nokia indicou que está a transformar suas operações globais e a construir uma forte capacidade em Tecnologias de Informação (TI) para responder melhor às necessidades colocadas pelas novas dimensões de negócios, como redes e serviços 5G, Cloud e Internet das Coisas.

A empresa indicou que tem como objetivo desenvolver um conjunto de recursos internos em TI para levar a uma melhor produtividade e eficiência das operações da Nokia para enfrentar oportunidades futuras.

O novo Centro da Nokia em Portugal vai desempenhar um papel global, reunindo conhecimentos em vários domínios, como gestão da relação com o cliente, planeamento de recursos empresariais, segurança cibernética, Big Data, desenvolvimento ágil e DevOps, Soluções em Cloud, automação e inteligência artificial. Para estes domínios, a Nokia procura soluções, programadores e gestores de produtos e projetos de TI, ou seja, a Nokia procura profissionais com 3 a 10 anos de experiência profissional.

Ursula Soritsch-Renier, diretora de informações da Nokia, referiu: “A Nokia valoriza muito suas operações em Portugal e o talento dos engenheiros portugueses. É por isso que agora estamos a investir no país para criar um Centro de Excelência que apoiará a transformação global da Nokia “.

Para a Nokia a qualificação dos profissionais de TI portugueses, bem como a localização do país num fuso horário que permite atender simultaneamente às necessidades globais, determinaram a decisão para Portugal.

“Estamos à procura de alta competência técnica e vontade de fazer a diferença. Em troca, oferecemos um ambiente internacional único, ótimas condições de trabalho, formação contínua e a oportunidade de moldar o futuro da TI ”, acrescentou a responsável da Nokia.

Para enviar uma sugestão, por favor faça ou .

Deixe um comentário

Ainda sem comentários!