Nuno Matos forçado a desistir na Baja TT do Pinhal

Um furo e a cedência da transmissão do Opel Mokka Proto levou a dupla Nuno Matos e Pedro Marcão a abandonar a Baja TT do Pinhal, quando ocupava uma posição sólida na competição e estava em bom ritmo.

0
Nuno Matos forçado a desistir na Baja TT do Pinhal
Nuno Matos forçado a desistir na Baja TT do Pinhal. Foto: DR

A dupla, Nuno Matos e Pedro Marcão, abandonou a Baja TT do Pinhal, prova inaugural do Campeonato Nacional de Todo-o-Terreno (CNTT) 2018, ainda durante o periodo da manhã de 17 de março, quando cumpria o segundo setor seletivo da competição que se disputa nos concelhos de Oleiros, Proença-a-Nova e Sertã.

O campeão nacional de todo-o-terreno 2016 arrancou para troço de 102.25 km que se cumpriu na manhã, na segunda posição, mas um furo no Opel Mokka Proto, o mesmo com que venceu o CNTT em 2016, condicionou o andamento da equipa, que mesmo com tempo perdido seguia em quinto quando a transmissão cedeu, forçando-a equipa a desistir.

Embora desanimado pelo desfecho na competição, Nuno Matos revelou-se satisfeito com o ritmo que a dupla conseguiu imprimir e pela posição que ocupava em prova. “As condições dos pisos estavam muito difíceis e demolidoras para as mecânicas. Depois de um furo logo ao km 10, uma transmissão cedeu ao km 40 forçando-nos a desistir. Estamos satisfeitos pela nossa performance e pelo ritmo que conseguimos imprimir enquanto em competição”, referiu o piloto.

Nuno Matos acrescenta: “Quero deixar um agradecimento à minha equipa por ter preparado o nosso Mokka em tempo recorde e ao Pedro Marcão que confirmou este fim de semana a sua perfeita adaptação ao ritmo que precisamos de impor para podermos discutir os primeiros lugares no nosso, tão competitivo, Campeonato Nacional de Todo Terreno”.

Nuno Matos regressa ao Campeonato Nacional de Todo-o-Terreno já nos dias 7 e 8 de abril, altura em que se disputa a Baja TT de Loulé.

Para enviar uma sugestão, por favor faça ou .

Deixe um comentário

Ainda sem comentários!