“O Pranto de Maria” – Orquestra Divino Sospiro no CCB

    “O Pranto de Maria”, um espetáculo de profundíssima devoção em que se cruzam a Música, drama, liturgia e profano. Orquestra Divino Sospiro e o contratenor Andreas Scholl com direção de Massimo Mazzeo, dia 1 de dezembro, às 17h00, no CCB.

    0
    Orquestra Divino Sospiro
    Orquestra Divino Sospiro. Foto: DR

    Música, drama, liturgia e profano cruzavam-se frequentemente para oferecer um espetáculo de profundíssima devoção, em que o cenário era a própria cidade, e os atores a multidão de crentes que enchiam as ruas com procissões e com as suas preces. Ruas essas, muitas vezes enfeitadas para o efeito, que conduziam a multidão às igrejas engalanadas e preparadas para as solenidades. E claro, estava presente a música, ora glorificando, ora solenizando, escreveu André Cunha Leal na apresentação do concerto “O Pranto de Maria”.

    O texto de apresentação continua referindo: “Das obras que vamos ouvir, teremos verdadeiros tesouros, raramente tocados. No entanto, não podemos deixar de destacar a obra-prima que é o Stabat Mater de Antonio Vivaldi e que Andreas Scholl já registou em disco. Esta reflexão sobre o sofrimento da mãe de Cristo, vendo o seu Filho na Cruz, foi alvo dos mais variados olhares ao longo de toda a história da música. Stabat Mater de Antonio Vivaldi, com o seu carácter solene e grave, continua a ser um dos melhores exemplos de música sacra que reflete essa profundíssima devoção da Itália Barroca”.

    Andreas Scholl
    Andreas Scholl. Foto: © James McMillan-Decca

    “Se é verdade que o contratenor alemão Andreas Scholl já veio algumas vezes a Lisboa, não podemos deixar de sublinhar a importância de ser a primeira vez que este artista aceita fazer um concerto com um agrupamento português, sendo por isso uma oportunidade única” conclui o texto de André Cunha Leal.

    Massimo Mazzeo
    Massimo Mazzeo. Foto: DR

    Programa:

    Nicola Porpora (1686-1768)
    De Il trionfo della Divina Giustizia ne’ tormente e morte di Gesù Cristo (1716)
    Angelo Ragazzi (1680-1750)
    Sonata IV em Dó menor, Imitatio in salve Regina Mater Misericordiae
    Pasquale Anfossi (1727-1797)
    Salve Regina

    Leonardo Vinci (1690-1730)
    Da oratória Maria dolorata (1725)
    Da oratória a 4 vozes (Maria, Angelo, Alba e Selim)
    Antonio Vivaldi (1678-1741)
    Concerto em dois coros para a Santíssima Assunção de Maria Virgem, RV 581, em Dó maior
    Violino solista Stefano Barneschi
    Antonio Vivaldi Stabat Mater em Fá menor, RV 621

    Divino Sospiro
    Violinos I Stefano Barneschi (Concertino), Iskrena Yordanova, Jivka Kaltcheva, Giacomo Coletti, Angelo Calvo
    Violinos II Elisa bestetti, Valeria Caponnetto, Matilde Tosetti, Katarzyna Solecka
    Violetas Nuno Mendes, Lucio Studer, Gabriele Politi
    Violoncelos Rebeca Ferri, Ana Raquel Pinheiro
    Contrabaixo Marta Vicente
    Alaúde Pietro Prosser
    Fagote Giulia Breschi
    Órgão/cravo Riccardo Doni
    Cravo/órgão José Carlos Araújo

    Direção musical Massimo Mazzeo
    Contratenor Andreas Scholl

    Para enviar uma sugestão, por favor faça ou .

    Deixe um comentário

    Ainda sem comentários!